Como se jogasse em casa, São Paulo bate o Figueirense por 2×0

Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Caro torcedor, na noite desta quarta-feira o São Paulo foi a Florianópolis em busca de melhorar sua campanha longe de seus domínios, e fez isso de forma plausível. Construindo uma boa vantagem em 25 minutos, o São Paulo dominou o Figueirense e Osório mostrou ter o grupo em mãos.

LEIA MAIS:
São Paulo vence, entra no G4 e mantém tabu em Florianópolis
Luis Fabiano leva terceiro cartão amarelo e internautas zoam atacante na web; veja
Carlos Alberto e Luis Fabiano brincam e trocam tapas em campo; assista

Promovendo 6 alterações, do time que disputou o clássico no último domingo, o São Paulo não mudou sua forma de jogar. Sendo eficiente na zaga e eficaz no ataque, o Tricolor mandou na partida, mesmo sendo no Orlando Scarpelli, onde os alvinegros catarinenses são muito fortes, porém, como de costume, o Tricolor se sentiu em casa, até pela grande quantidade de torcedores são paulinos no estádio.

Numa bela jogada de Ganso e uma paulada de “Alexander”, o Tricolor abriu o placar, e em menos de 10 minutos, em cobrança de pênalti, Rogério Ceni fez o 130º gol em sua carreira (a cada jogo sinto-me mais honrado em vê-lo jogar). Estava aí estabelecida a vitória Tricolor, que fora controlada na segunda etapa, com pequenos sustos, nada demais.

Ponto para Osório! O colombiano creu no elenco que tem, e depois das alterações feitas, o ritmo não caiu e as atuações de Breno, Wesley, Auro e (apesar da expulsão, injusta na minha visão) Luiz Eduardo, foram bem e podem ser peças importantes no decorrer da competição.

Essa vitória veio em boa hora, pois com tropeços dos rivais, o “mais querido” volta ao G4, mesmo se o Grêmio vencer o Atlético Mineiro. Sendo assim, um passo importante para a entrada no returno dentro da briga pelas primeiras posições.

No próximo sábado, às 21h, o São Paulo encara o Goiás em casa, jogo um tanto perigoso, já que os esmeraldinos brigam para escapar das últimas posições, contudo, dependendo dos resultados, poderemos ter aspirações maiores á frente.

#AvanteMeuTricolor

Foto: Divulgação/São Paulo



Cursando Jornalismo e apaixonado pelo esporte bretão, 21. 'Cada um tem um time, e eu não escondo o meu!" - André Henning