Ceará desiste de processo e fica apenas com a Copa do Brasil; Bahia herda vaga na Sul-Americana

Reprodução/Facebok

Uma semana após conquistar na justiça uma vaga na Copa Sul-Americana, mesmo disputando a Copa do Brasil, o Ceará desistiu da ação e optou por jogar apenas a competição nacional, deixando o Bahia com a vaga no torneio internacional.

LEIA MAIS:
Copa Sul-Americana começa nesta terça; veja os jogos

“A Federação foi bastante contundente. Pedíamos sanções ao Ceará, inclusive a possibilidade de suspensão de competição, porque entendemos que o Ceará estava litigando de má fé. Eles já tinham consultado a CBF e sabiam que, se passassem de fase na Copa do Brasil, estariam fora da Sul-Americana. Nossa advogada entrou com a ação, baseando-se na punição prevista no artigo 221 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva). Em decorrência disso tudo, o Ceará alegou, dizendo que não tinha condições de disputar as competições ao mesmo tempo. Por isso, o Bahia não corre o risco de ficar fora da Sul-Americana. Mas o Ceará ainda pode sofrer alguma sanção”, disse Ednaldo Rodrigues, presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF) em entrevista ao ‘Globoesporte’.

O diretor jurídico do Ceará, Guilherme Magalhães, reconheceu que o clube se precipitou ao tentar disputar as duas competições. “Depois de conversas com a CBF, o clube reconheceu que não há datas disponíveis para disputar três competições. Então, a decisão fica com a CBF. Se a entidade entender que o Ceará deverá participar, ele poderá participar”.

Entenda o caso:

O Ceará, campeão da Copa do Nordeste 2015, ganhou o direito de disputar a Copa Sul-Americana, mas em maio, a CBF expediu um ofício determinando que o clube não poderia disputar o torneio internacional caso avançasse para as oitavas de final da Copa do Brasil, o que aconteceu. Com a decisão, o Bahia, vice-campeão da Copa do Nordeste e eliminado da Copa do Brasil herdou a vaga na Sul-Americana, o que deixou a direção do Vovô insatisfeita.

O clube recorreu da decisão junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva e conquistou o direito de disputar as duas competições.

Foto: Reprodução/Facebook