Além da seleção, Birgit Prinz também brilhou nos clubes em que jogou

Getty Images

No ano de 2007 aconteceu um fato muito triste para o futebol feminino brasileiro, as nossas meninas perderam a final da Copa do Mundo para a seleção da Alemanha pelo placar de 2×0 e a principal responsável por isso foi a centroavante Birgit Prinz. Considerada a maior jogadora de todos os tempos, foi chamada de “lenda” por ninguém menos que Michel Platini, e ficou conhecida por ser “a pedra no sapato” da seleção brasileira durante toda a sua carreira.

O blog “Mulheres do Futebol” faz uma pequena homenagem a esta grande artilheira, falando sobre seus gols e suas grandes conquistas, tantos nos clubes em que jogou como na seleção da Alemanha.

Trajetória em clubes: Nascida no dia 25 de Outubro de 1977, na cidade de Frankfurt, na Alemanha, Birgit Prinz começou sua carreira futebolística como jogadora juvenil do SV Dörnigheim FC entre 1986 e 1988 e depois se transferiu para o FC Hochstadt, onde ficou por mais quatro anos até chegar ao FSV Frankfurt em 1993, onde se tornaria jogadora profissional com apenas 15 anos.

No clube de sua cidade natal, jogaria até 1998 e ganharia dois títulos da Liga Alemã, também conhecida como Bundesliga (temporadas 94-95 e 97-98) e dois troféus da Copa da Alemanha (94-95 e 95-96). Na temporada 1997-1998, Birgit Prinz foi artilheira da Bundesliga, seu ótimo desempenho chamou a atenção do time rival da cidade. Após 57 jogos disputados e 45 gols marcados no clube que a revelou, Prinz foi para o FFC Frankfurt ao final daquela temporada.

Em duas passagens pelo time de Frankfurt (a primeira de 1998 a 2002 e a segunda entre 2003 e 2011), a centroavante elevou o nível de sua carreira. Foram 247 jogos disputados e 244 gols marcados. Repetiu por mais duas vezes a artilharia da Bundesliga (2001 e 2007), ganhou sete troféus da Liga Alemã (1999, 2001, 2002, 2003, 2005, 2007, 2008) e conquistou oito vezes a Copa da Alemanha (1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2006, 2008, 2011). Venceu também a Taca da UEFA em três oportunidades, nas temporadas 2001–02, 2005–06 e 2007–08. Em 2004, o FFC Frankfurt foi vice-campeão desta mesma taça, perdendo a final para o Umea IK da Suécia.

No segundo semestre de 2002, Birgit Prinz resolveu sair de seu país e jogar em um time dos EUA, chamado Carolina Courage, onde foi campeã da Liga Norte-Americana, chamada de WUSA, marcando o gol do título na final contra o Washington Freedom. Durante o curto período em que ficou por lá, marcou 23 gols em 35 jogos antes de regressar ao FFC Frankfurt.

Em 2011, aos 33 anos, Birgit Prinz resolveu encerrar a carreira de jogadora. Hoje, aos 37, Prinz é psicóloga do time feminino do TSG 1899 Hoffenheim.

Para ver a carreira desta notável atacante alemã por sua seleção, clique aqui

Fontes: http://pt.uefa.com/; http://www.framba.de/; USA Wikipédia.