Atraso e preço duas vezes maior de estádio Olímpico faz ministro japonês pedir desculpas

Getty Images

Tóquio sediará os Jogos Olímpicos de 2020 e algumas obras já estão em andamento na capital japonesa. Uma em especial tem causado polêmica. O estádio Olímpico ficou duas vezes mais caro e cronograma da obra foi prolongado.

As mudanças renderam um pedido de desculpas públicas do primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe. Bem diferente do que vimos nos preparativos para a Copa do Mundo de 2014 e para os Jogos de 2016.

“Sinto muito por se ter gasto uma quantidade tão grande de verbas públicas, que são já irrecuperáveis. Peço desculpas sinceras para o povo do Japão”, disse Abe, segundo o Japan Times.

O estádio Olímpico de Tóquio deverá ser inaugurado apenas três meses antes da abertura do evento e erros no projeto fizeram o preço quase dobrar. Inicialmente, custaria 130 bilhões de ienes japoneses (R$ 3,6 bilhões), mas o valor saltou para 250 bilhões de ienes japoneses (ou R$ 7 bilhões).

Crédito da foto: Getty Images



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.