Árbitros usam jogos do Brasileirão para protestar contra veto de Dilma

Reprodução

Os árbitros brasileiros iniciaram nesta quarta-feira um protesto contra a presidente Dilma Rousseff. A reclamação da categoria é contra o veto de Dilma ao item da MP do futebol que daria o direito de arena aos juízes.

A Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf) já havia avisado que os árbitros iriam protestar contra a presidente e os primeiros atos aconteceram nas partidas entre Flamengo e Atlético-PR e Coritiba e Palmeiras, todos às 19h30.

No Couto Pereira, o quarto árbitro Fabio Filipus, do Paraná, levantou a placa com os números 0 e 5 para representar o índice de 0,5% dos direitos de transmissão que seriam repassados ao juízes e que foi vetado pela presidente. Além disso, os jogos foram atrasados em um minuto e todos usavam uma faixa preta no no braço esquerdo e outra no pulso direito. O mesmo aconteceu no Maracanã.

O veto de Dilma aconteceu na última quarta-feira, quando ela sancionou a Medida Provisória 671, mais conhecida como MP do futebol, sem o item que daria, segundo Anaf, cerca de R$ 9 milhões aos árbitros pelo 0,5 % dos direitos de transmissão.

Será realizada uma assembleia geral nesta quinta-feira com os sindicatos de arbitragem de todo o Brasil e até mesmo uma greve nas quatro divisões nacionais é cogitada.

Crédito da foto: Reprodução/SporTV



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.