Seleção Feminina goleia e de maneira incontestável e conquista o ouro no Pan

Brasil
Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Foto: Rafael Ribeiro/CBF
Sem dar chances para a Colômbia, Brasil goleia e fica com o ouro pan-americano pela 3ª vez.

De maneira incontestável a seleção feminina conquistou o ouro em Toronto após golear a Colômbia. Sem dar chances desde o início de jogo, a vitória foi aparecendo graças a boa atuação coletiva do time de Osvaldo Alvarez. Vadão começou com o time diferente do considerado titular. Luciana, que cometeu algumas falhas nos últimos jogos deu lugar a experiente Barbara e depois de mais de um ano e meio, Erika voltou a vestir a camisa do time titular atuando na zaga, no lugar de Mônica, que sofreu um incomodo no pescoço e foi poupada.

No começo, o Brasil demonstrou muita pressão e agressividade na marcação, fazendo com que a Colômbia praticamente não tivesse a posse de bola. Apesar do jogo preso, o Brasil conseguiu sair na frente após bola parada log aos 7 minutos da etapa inicial. O cruzamento feito por Andressa encontrou Formiga, a capitã fez o seu segundo gol na competição e o primeiro do Brasil no jogo.

A seleção colombiana ainda sofria com a marcação do Brasil, no entanto, o time de Vadão também não encontrava muita facilidade para sair jogando. Dificuldade mesmo, estava com a arbitra de El Salvador Mirian Leon, que teve uma arbitragem questionável demonstrando uma certa falta de critério. Isso acabou pendurando a Erika que fez uma falta de jogo, pendurada ainda no primeiro tempo e também, Cris, que se chocou com a goleira Sepulveda involuntariamente, mas a arbitra entendeu que foi intencional. Isso acabou prejudicando a qualidade do jogo para o resto do primeiro tempo.

Na etapa final, o Brasil começou indo pra cima buscando o segundo gol, mas sofria com a afobação na hora de finalizar. Tentativas com Cristiane, Formiga e uma cobrança de falta perfeita de Andressa, poderiam ter ampliado o jogo, se não fosse a brilhante defesa de Forero, que entrou no lugar de Sepulveda, machucada.

A Colômbia ameaçou reagir com uma jogada aos 23 minutos, no chute de Ospina e a defesa de Barbara. Aos 27” a goleira brasileira ainda seria acionada, após bela jogada de Santos pela esquerda, no cruzamento a goleira saiu errado, mas se redimiu depois do chute de Vidal.

O alívio veio aos 29′ quando Maurine, que havia acabado de entrar, fez uma pintura. Cobrança de escanteio pela a esquerda e com uma pequena assistência do vento, que estava forte na região do Estádio de Hamilton, a bola pegou uma curva impressionante e morreu no fundo do gol. Gol olímpico, dando tranquilidade para o Brasil.  Andressa aos 41′ e Fabi aos 46′, completaram o sonho dourado brasileiro que voltou a conquistar o ouro pan-americano.

Agora, a delegação brasileira será liberada para negociações com os clubes brasileiros que vão disputar o campeonato nacional que inicia dia 9 de setembro.



Planeta Futebol Feminino - Informação, jornalismo e muita paixão. É disso que somos feitos!