São Paulo quer ajuda de Massa, Zezé di Camargo e outros famosos para saldar dívidas

Foto: Getty Images

A diretoria do São Paulo tem um plano diferente para tentar saldar suas dívidas e, quem sabe, até reverter em lucros suas finanças. Entre vários planos em sua reestruturação, o tricolor, pretende utilizar de seus torcedores mais famosos para angariar alguns fundos de forma mais rápida.

LEIA MAIS
São Paulo domina aproveitamento em pontos corridos no Brasileirão; veja

O presidente do clube, Carlos Aidar, já havia informado assim que assumiu, que somente após um ano de profundas análises, iria tomar providências para a reformulação necessária ao clube. E parece que o presidente está agora a todo vapor.

Com mudanças em planos de sócio torcedor, reformulação no departamento técnico, incluindo recente troca de treinador, a vez agora passará pelos torcedores mais célebres.  A diretoria anunciou nesta segunda feira (28) em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, que irá criar um fundo de investidores e pretende capitalizar até 100 milhões de reais.

O valor a ser investido será de no mínimo 1 milhão por pessoa. O São Paulo pretende utilizar 20% deste capital em investimentos e o restante em quitação de dívidas. Serão, em um primeiro momento, convidados torcedores ilustres.

“Já tenho nomes listados para convidar, Vinícius Pinotti, Abílio Diniz, Roberto Justus, Felipe Massa, Rodrigo Faro, Henri Castelli, Zezé di Camargo, Ives Gandra…”, afirmou o mandatário.

“Quando eu pegar esse dinheiro, vou ao banco e liquido a dívida bancária, junto-me à Medida Provisória do Profut, jogo a dívida fiscal e tributária, com a Timemania, de R$ 50 milhões, que eu herdei. Ainda tenho 190 meses para pagar isso, mas se jogar no Profut, passo a ter 240 meses agora”. completou.

Aidar finalizou informando que a garantia aos investidores será dada em venda de jogadores e informou ainda que a dívida do clube é de mais de 270 milhões de reais.