Opinião: SporTV acertou ao tratar Pan como laboratório para Olimpíadas

Crédito da foto: Reprodução/SporTV

O SporTV deu um tratamento aos Jogos Pan-Americanos de Toronto digno de quem já está de olho nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, no ano que vem. Após oito anos de ausência no evento, por causa da exclusividade que Record e Record News tiveram em Guadalajara-2011, os canais da Globosat levaram equipe completa e transmitiram o que foi possível devido às limitações da geradora oficial canadense.

LEIA MAIS
Odepa “salvou” Record na final do handebol, mas não o SporTV

Luiz Carlos Jr, Sérgio Maurício e Roby Porto se revezaram nas narrações in loco e apresentações do programa Conexão SporTV. A atração pode ter sido prejudicada por muitas vezes ir ao ar já na madrugada, mas teve participações imperdíveis de entrevistados como os campeões olímpicos Donovan Bailey, do atletismo, e Mireya Luis, do vôlei.

Como a CBC, emissora oficial do Pan no Canadá, só liberou imagens de cerca de um terço das modalidades, o SporTV ficou sem momentos importantes, como os jogos da seleção brasileira de handebol até a final. Na decisão do ouro, teve que recorrer a uma transmissão feita pela internet diretamente do ginásio.

Os repórteres Tiago Maranhão, Marina Izidro e Edgar Alencar também tiveram boas participações. Destaque para a entrevista deste último com o polêmico Ben Johnson, figura controvertida do atletismo nos anos 1980, campeão olímpico em Seul-1988 que teve sua medalha cassada após ser pego no exame antidoping.

Em 2016, o SporTV terá um desafio muito maior. As Olimpíadas do Rio marcarão o surgimento de mais 13 canais, totalizando 16, para a cobertura do evento. Não haverá mais a exclusividade em TV por assinatura, uma vez que ESPN Brasil e Fox Sports já estão sublicenciadas, e o BandSports pertence ao consórcio formado por Globo e Bandeirantes para aquisição dos Jogos em todas as mídias.

Foto: Reprodução/SporTV



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.