Opinião: O exemplo do Orlando City

ORLANDO, FL - MARCH 08: Orlando supporters are seen in the stands during an MLS soccer match between the New York City FC and the Orlando City SC at the Orlando Citrus Bowl on March 8, 2015 in Orlando, Florida. This was the first game for both teams and the final score was 1-1. (Photo by Alex Menendez/Getty Images)

Uma vez li em algum lugar que ‘país desenvolvido não é aquele em que os pobres tem carro, mas onde os ricos usam transporte público’. O que isso tem a ver com futebol? Nada. Bem, quase nada.

De fato não é sobre transporte que quero falar, mas sim sobre uma sociedade mais evoluída.
Sociedade mais evoluída não é aquela onde todos pensam igual, mas onde se respeita as diferenças.
Vou além, onde se cria oportunidades com as diferenças.

Minha esposa e eu, em uma viagem a Orlando, nos Estados Unidos, fizemos amizade com o Jim. O Jim é americano, é casado com o Ken. São casados há mais de 30 anos. viveram em diversos estados dos EUA e acabaram escolhendo a Flórida para ter qualidade de vida melhor. Jim e Ken adoram esporte.

Meses antes da união civil homossexual ser aprovada e legalizado na constituição americana, o que torna sua legalidade oficial em todo país, alguns estados saíram à frente e já haviam aprovado o casamento gay. Um destes estados foi a Flórida.

No primeiro dia de vigência da nova lei que permitia a união homoafetiva no estado da Flórida, a cidade de Orlando celebrou uma grande cerimônia, onde os casais gays oficializaram a união. Um destes casais foi Jim e Ken.

Jim e Ken eram os mais velhos ali presentes, em idade e em tempo de união, mais de 30 anos juntos. Isso chamou a atenção dos organizadores e do próprio prefeito, que tratou de chamá-los para conversar, tirar fotos e tudo mais. Era um dia de festa.

Eles são despojados, o Ken ainda mais, e foram vestidos como se vestem normalmente, e Ken como amante de esportes e mais novo torcedor do Orlando City, foi com um boné do seu time de futebol (ou soccer para eles).

Poucos dias depois, o gerente do Orlando City, que vira a foto dos dois nos jornais da cidade, observou o boné do seu time vestido pelo Ken e tratou de chamá-los para uma nova cerimônia, desta vez na sede do time.

Ken, além de uma camiseta, ganhou também ingressos para assistir a todos os jogos do Orlando City até o final da temporada, acompanhado de Jim.

Eu sei, os EUA tem diversos outros exemplos ruins quanto ao respeito à diversidade, minorias etc. Mas que o pessoal do Orlando City mandou bem, é inegável. Ainda mais quando se trata de esporte, um meio que tende a ser extremamente machista.

Repito, não é preciso pensar igual, é preciso respeitar as diferenças, e aprender com elas.

Crédito da foto: Getty Images



Gosta de escrever, de café e de esporte. Nasceu desprovido de qualquer habilidade técnica, por isso seu esporte é jogar com as palavras.