No São Paulo, 4 jogadores podem jogar na função de Ganso

erico leonan - saopaulofc.net

Não é de hoje que Paulo Henrique Ganso não vem rendendo o esperado no São Paulo. Suspenso para o jogo deste domingo, contra o Cruzeiro, no Morumbi, o técnico Juan Carlos Osório poderá testar uma nova opção para o setor e dar uma “chacoalhada” no atual camisa 10. Será que vai funcionar?

LEIA MAIS
No São Paulo, Ganso vai pedir aumento para permanecer
Briga por título e rebaixamento: Próximos adversários não animam o São Paulo

O duelo contra o Cruzeiro neste domingo, pela 15ª rodada do Brasileirão, pode ser a oportunidade que o técnico Juan Carlos Osório esperava para testar o São Paulo sem Paulo Henrique Ganso, suspenso após expulsão no jogo contra o Sport, na última rodada. Entre as opções estão jogadores como Centurión, Thiago Mendes, Wesley e Boschilia – este último para ser o preferido do treinador colombiano.

O São Paulo que enfrenta o Cruzeiro neste domingo só será definido no treino deste sábado. Contudo, a tendência mais natural seria a entrada do jovem Boschilia na função, carinhosamente chamado pelo primeiro nome por Osório.

“Gabriel [Boschilia] é um jogador diferente de Paulo Henrique [Ganso], que é mais passador e filtra a bola. Gabriel tem mais movimentação, gosta de ter muito espaço para jogar. Eu acho que tem uma grande possibilidade para Gabriel mostrar que pode jogar no São Paulo”, disse o comandante, em coletiva de imprensa realizada na última sexta.

O treinador colombiano comentou ainda com os jornalistas o que espera do substituto de Ganso na partida de domingo. “Antigamente, o encarregado do futebol ofensivo era o camisa 10. Hoje não é mais. No Real Madrid, James Rodriguez joga com a 10, mas o controle do jogo não depende dele, e sim de Modric e Kroos. Quero que Paulo Henrique, Gabriel ou quem jogar atue mais próximo dos atacantes e a saída no meio seja feita pelos volantes”, explicou Osório.

OUTRAS OPÇÕES

Além de Boschilia, o São Paulo possui outras opções que podem dar certo como principal homem de meio campo. Centurión pode fazer essa função, com Michel Bastos mais aberto pela esquerda e Thiago Mendes pela direita. Este último também pode atuar mais centralizado, como na época em que se destacou pelo Goiás e foi contratado pelo Tricolor. Além deles, Wesley pode assumir a função de maneira similar com a que atuava no Palmeiras, seu último clube.

Mesmo sem definir como será armado o meio campo sem Ganso, Osório possui uma certeza: o time precisa atacar. “Independentemente de os dois (Ganso e Luis Fabiano) estarem ou não em campo, é preciso ser mais efetivo para penetrar na defesa rival”, frisou o treinador.

Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net