Minha mesa redonda ideal tem Antero Greco e Juca Kfouri

Foto: Reprodução/ESPN

Minha mesa redonda ideal, a princípio, poderia até ser taxada de desconhecida, mas em tempos nos quais um número gigantesco de pessoas possuem televisão à cabo, talvez ela seja já bem rodada.

Costumo gostar muito de comentaristas que instigam. Aqueles mesmo, que te fazem refletir, que colocam uma pulga na sua cabeça, e passo aqueles que sempre vomitam os mesmos lugares-comuns. Como gosto pessoal, fico do lado também dos ácidos e sarcásticos, que sabem aplicar sua intelectualidade no contexto esportivo, onde normalmente a intelectualidade é ignorada. Mas, aliado a isso, gosto dos românticos, que emocionam e enxergam um elemento poético, principalmente no futebol.

Sem mais delongas, segue minha lista:
Apresentador – Antero Greco (ESPN)

Racional, firme e inteligente. Um dos melhores jornalistas na área esportiva no Brasil. Antero (foto) tem como grande qualidade ser ponderado e ao mesmo tempo instigante em seus comentários. Além, é claro, do bom humor comum nas apresentações do SportCenter.

 

Comentaristas – Mauro Cezar Pereira (ESPN)

Mauro sempre foi extremamente firme e conciso. Muitos o julgam por mau humor, mas a verdade é que ele é um cara extremamente sério e corajoso. Um deleite ouvir suas críticas ao futebol moderno e à gourmetização do futebol, sempre buscando fugir do senso comum e de comentários  alienados.

 

Juca Kfouri (ESPN)

A história de Juca no jornalismo é longa, e não abrange apenas a área esportiva. Com envolvimento na área política também, Juca traz no futebol elementos poéticos, mesmo sendo extremamente sério, corajoso e algumas vezes polêmico. Com uma inteligência rara no meio dos debates futebolísticos, Kfouri deixou e deixa um legado de jornalismo esportivo que vai além do próprio esporte.

 

Mauro Beting (FOX Sports)

Assim como Juca, Mauro Beting é um romântico do futebol. Mesmo tendo seu clube assumido, é de uma parcialidade ímpar e emociona a todos com suas análises profundas sobre o esporte mais querido do Brasil. Como jornalista, sempre exerceu seu trabalho com bom-humor, mas sem deixar a racionalidade de lado.

 

José Trajano (ESPN)

Trajano tem uma história belíssima dentro do jornalismo esportivo. Sendo o mais velho da lista, junto com Juca, vivência é o que não falta a ele. José também já se envolveu em diversas polêmicas no ramo, mas todas devidas a sua personalidade forte e caráter firme. Assim como os outros, prima na questão intelectual, fugindo de falsos clichês e demagogias. Foi diretor de jornalismo na ESPN nos tempos áureos da emissora.

Crédito da foto: Reprodução



Estudante de Jornalismo na Universidade São Judas Tadeu. Amante do futebol, apaixonado por futebol americano e interessado pela antropologia esportiva.