Mais Brasil no UFC: Edson Barboza busca recuperação contra rival que ainda não perdeu

Reprodução/Facebook

Além de Renan Barão, o Brasil entra no octógono, em Chicago, neste sábado, também representado por Edson Barboza, que enfrenta o norte-americano Paul Felder na terceira luta mais importante do “UFC: Dillashaw x Barão 2”. O carioca de 29 anos é o atual sétimo colocado do ranking entre os leves (Rafael dos Anjos é o dono do cinturão) e tenta se recuperar da derrota para Michael Johnson em fevereiro. Mas a expectativa é que não haja moleza esta noite devido ao cartel do rival.

LEIA TAMBÉM:
Barão encara algoz Dillashaw em busca do quarto cinturão para o Brasil no UFC

Apesar de não aparecer entre os 15 primeiros da divisão, Felder tem 10 vitórias em 10 lutas disputadas. No UFC, esse será apenas o terceiro combate do norte-americano após derrotar Jason Saggo e Danny Castillo entre outubro de 2014 e janeiro desse ano. Por sua vez, Barboza vinha de duas vitórias convincentes Evan Dunham e Bobby Green, antes de cair diante de Johnson por decisão unânime.

De início, a luta não era para envolver nenhum dos dois já que quem realmente estava escalado para entrar no octógono em Chicago era o ex-campeão Anthony Pettis, que enfrentaria Myles Jury. Entretanto Pettis, número 1 da divisão, acabou machucando o cotovelo e foi substituído por Barboza. Em seguida foi a vez de Jury se retirar lesionado e Felder entrou em sua vaga.

Ciente da qualidade do adversário, Barboza se inspira no filho Noah, com apenas sete meses de vida, para buscar sua recuperação no Ultimate essa noite. Vale lembrar que o cartel do carioca também impõe respeito, com 15 vitórias em 18 lutas. O mais impressionante é que dos 15 triunfos, 10 vieram por nocaute, um aproveitamento incrível de 67%.

Quem não se lembra desse chute espetacular contra Terry Etim em 2012?

UFC: Dillashaw x Barão 2
25 de julho, em Chicago (EUA)
CARD PRINCIPAL- a partir de 21h (horário de Brasília)
Peso-galo (até 61,2kg): TJ Dillashaw (61,2kg) x Renan Barão (61,2kg)
Peso-galo (até 61,7kg)*: Miesha Tate (61,5kg) x Jessica Eye (61,7kg)
Peso-leve (até 70,8kg)*: Edson Barboza (70,5kg) x Paul Felder (70,5kg)
Peso-leve (até 70,8kg)*: Joe Lauzon (70,5kg) x Takanori Gomi (70,5kg)
CARD PRELIMINAR – a partir de 17h15m (horário de Brasília)
Peso-meio-pesado (até 93,4kg)*: Gian Villante (93kg) x Tom Lawlor (92,1kg)
Peso-leve (até 70,8kg)*: Jim Miller (70,3kg) x Danny Castillo (70,5kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg)*: Kenny Robertson (77,1kg) x Ben Saunders (77,3kg)
Peso-galo (até 61,7kg)*: Eddie Wineland (61,7kg) x Bryan Caraway (61,5kg)
Peso-leve (até 70,8kg)*: Daron Cruickshank (70,3kg) x James Krause (70,5kg)
Peso-leve (até 70,8kg)*: Ramsey Nijem (70,8kg) x Andrew Holbrook (70,5kg)
Peso-galo (até 61,7kg)*: Jessamyn Duke (61,5kg) x Elizabeth Phillips (61,2kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg)*: Zak Cummings (77,3kg) x Dominique Steele (77,3kg)

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Reprodução/Facebook



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.