Leandro Almeida do Palmeiras pede desculpas após dividida que mandou santista para o hospital

Twitter oficial

O clássico entre Palmeiras e Santos mostrou que nenhum dos clubes está para brincadeira. Até os atletas mais experientes protagonizaram lances polêmicos e alguns até perderam o controle na partida de domingo (19).

LEIA MAIS:

Com 24 caras novas, Palmeiras está com elenco fechado
Assim como Barrios, o palmeirense está “Muito contente”

Jogo movimentado. Santos superior na posse de bola com 60% e Palmeiras explorando os contra-ataques.

Entre o lá e cá, o jogo terminou mais cedo para o volante Thiago Maia. Ele se chocou com o zagueiro alviverde Leandro Almeida em uma dividida. Foi atendido com urgência e deixou o gramado com o pescoço imobilizado direto para o hospital.

Exames não apontaram nenhum lesão, e Thiago recebeu alta na mesma noite.
Por telefone, Leandro conversou com o colega e se diz aliviado nas redes sociais: “Felizmente, ele está bem após uma dividida entre a gente. Foi um lance de jogo, sem nenhuma intenção, mas pedi desculpas e desejei melhoras”.
Bastante elogiado por internautas, o zagueiro Palmeirense relembrou o sentido do fair play: “jogar de maneira justa, não prejudicando o adversário de forma proposital”. Apensar da pancada não intencional o pedido de desculpas rendeu a ele bons pontos no quesito ética.

O mesmo não aconteceu com Ricardo Oliveira e Fernando Prass que trocaram golpes e farpas, durante e depois da partida. Nem o apito final diminuiu a temperatura do jogo. Oliveira acusa o camisa 1 de um pisão durante a entrevista na beira do gramado. “Olha aí, viu? Passou, deu um pisão. Será que foi (provocação)? Eu acho que não, ele não ia pisar em mim, né? Eu de costas e depois do lance lá no gol. Depois de tudo, eu acho que ele não ia pisar em mim. Foi sem querer “. disse o atacante, com ironia, para a reportagem do Premiere após a derrota contra o Palmeiras.

Foto: Twitter oficial.



Curiosa por natureza e jornalista de formação. Sou autora do livro Palmeiras - O Brasil de coração italiano. Escrever sempre foi um hobby e vender por meio da mensagem tornou-se profissão. Formada desde 2012, hoje me especializo em Comunicação de Marketing em Mídias Digitais.