Internacional se prepara para desmanche; Aránguiz pode ser o primeiro

Alexandre Lops / Internacional

A eliminação da Taça Libertadores da América foi uma queda mais dura do que parecia para o Internacional. Com dificuldades financeiras para manter as contas em ordem, o Colorado terá de se desfazer de alguns atletas para colocar a casa em ordem, segundo o presidente do clube, Vitório Piffero.

LEIA MAIS
Goleiros trabalham muito e Ponte Preta e Internacional não saíram do zero em Campinas
Relembre 10 gols perdidos tão inacreditáveis quanto o de Herrera contra o Palmeiras

A ideia, no entanto, é segurar alguns atletas categorizados pelo presidente como “joias da coroa”. Na visão do cartola colorado, jogadores como Eduardo Sasha, Valdivia e Alisson poderão render um lucro maior ao Internacional no futuro.

“Esse jogadores, vamos manter porque entendemos que eles podem ter uma valorização bem maior independente de valores. Eu que adotei uma postura diferente tendo em vista a Libertadores. Saímos da Libertadores, voltamos a nossa política, com essa ressalva das joias da coroa. A janela está aberta. Já rechacei algumas sondagens por seis jogadores, e uma proposta muito baixa por um jogador. Se vierem valores razoáveis, pode haver uma situação de venda”, disse Piffero em entrevista após o empate contra a Ponte Preta, em Campinas, no último domingo.

ARÁNGUIZ PODE SER O PRIMEIRO

O chileno Aránguiz pode ser o primeiro a deixar o Internacional rumo à Europa. Clubes como Olympique de Marselha, Sevilla, Manchester City, Arsenal e Chelsea estão interessados no volante colorado. Até mesmo uma reunião dos agentes do jogador e do presidente Vitorio Piffero já está agendada para resolver o futuro do atleta. O Inter possui 30% dos direitos econômicos do jogador, sendo que os demais 70% são do empresário Delcir Sonda.

Foto: Alexandre Lops / Site Oficial Internacional