Dillashaw terá caminho duro caso vença Renan Barão

Dillashaw pode enfrentar Dominick Cruz em breve

Um novo triunfo de TJ Dillashaw sobre Renan Barão pelo título dos pesos-galo (até 61,2 kg) pode dar origem a uma chuva de pedidos a Dana White. A fila de lutadores sedentos para tomar o cinturão do norte-americano ficará grande.

Três lutadores em especial vão ter uma moral maior com o presidente do UFC: Dominick Cruz, Raphael Assunção e Urijah Faber, 2º, 3º e 4º colocados do ranking, respectivamente.

Cruz, de 29 anos, era o detentor do título até 2014, quando Renan Barão tomou o posto após sucessivas lesões do colega. O norte-americano do Arizona voltou ao octógono em setembro do ano passado e está disposto a retomar o posto que jamais perdeu lutando.

Já o brasileiro Raphael Assunção tem como trunfo uma vitória sobre o próprio TJ Dillashaw, em 2013. O pernambucano surgiria como mais um brasileiro no caminho de TJ na disputa pelo topo da categoria. O que pode atrapalhar Assunção são as vitórias que ficam nas mãos dos juízes, já que raramente nocauteia o adversário – são 23 triunfos, com três nocautes, dez finalizações e dez sucessos na decisão dos juízes.

Por fim, Urijah Faber tem moral com o UFC e sempre rende boas lutas. Ele foi derrotado por Frankie Edgar em maio, mas isso não atrapalha sua moral na categoria, principalmente por já te derrotado atletas do Top 10 como Dominick Cruz, Francisco Rivera, Michael McDonald e Takeya Mizugaki. Seria a chance do UFC testar um confronto entre um atleta experiente – Faber já lutou 40 vezes – e um considerado novato – Dillashaw apenas 13.



Jornalista graduado pelo UniCEUB, em 2010. Trabalha com esportes desde 2010 e atualmente sub-editor do caderno Torcida, do Jornal de Brasília. Passou também pela redação do Jornal Metro. Cobriu jogos do Brasileiro (Séries A a D), Copa do Mundo-2014 e Campeonato Candango, além de eventos como o Novo Basquete Brasil e a Liga Futsal.