Brasil atropela a Itália e termina invicto a primeira fase do Grand Prix de Vôlei

A seleção brasileira feminina de vôlei superou a Itália por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 26/24 e 25/17, e garantiu a invencibilidade ao fim da primeira fase do Grand Prix. A última etapa foi disputada por um time desfalcado pelas jogadoras que foram representar o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Toronto.

LEIA MAIS
Opinião: Suspeitas de armação só prejudicam o próprio vôlei

Também sem o técnico José Roberto Guimarães, o time comandado pelo auxiliar Paulo Coco conseguiu manter o ritmo e terminou a primeira fase perdendo apenas dois sets. Neste fim de semana, a seleção testou novas jogadores por causa dos desfalques do Pan. As mudanças incluíram a entrada de Sassá como líbero no lugar de Camila Brait, a ponteira Natália no lugar de Fernanda Garay, e a oposto Monique no lugar de Joycinha.

“Viemos para essa semana com o intuito de rodar mais o grupo e alcançamos o nosso objetivo. Mesmo com as três trocas, conseguimos manter um bom ritmo de jogo. Tivemos adversários difíceis como a Rússia e a Itália jogando em casa e fomos capazes de sair de adversidades. Isso nos deixou confiantes para a fase final”, disse Paulo Coco.

A levantadora Dani Lins também aprovou os últimos compromissos do Brasil antes da fase final, que será disputada na próxima semana nos Estados Unidos. “Foi uma boa semana. Estamos empolgadas e, mesmo classificadas, não baixamos a guarda em nenhum momento. O Paulo Coco pôde colocar todas as jogadoras em quadra e isso foi importante para dar ritmo de jogo para o grupo. Hoje também foi positivo, pois enfrentamos uma torcida contra que é apaixonada por voleibol e conseguimos impor nosso ritmo durante a partida”, afirmou.

Maior pontuadora da vitória contra a Itália e destaque da partida, a central Juciely fez uma avaliação positiva da postura da seleção brasileira, mas pediu atenção na etapa decisiva da competição.

“Essas três vitórias na Itália foram muito importantes para a confiança do grupo. No entanto, sabemos que agora é um novo campeonato e temos que seguir evoluindo. Queremos esse título e vamos lutar por ele nos Estados Unidos. Na partida de hoje, conseguimos contornar um momento difícil do jogo no segundo set quando estávamos atrás do placar e isso é um bom sinal e mostra a força do nosso grupo”, disse.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.