Amigo de Renan Barão provoca Dillashaw: “Tem mão de Barbie”

SACRAMENTO, CA - JUNE 26: T.J. Dillashaw wraps his hands before he works out for the media during the Team Alpha Male Media Open Workout at Ultimate Fitness Gym on June 26, 2012 in Sacramento, California. (Photo by Thearon W. Henderson/Getty Images)

Companheiro de treinos do brasileiro Renan Barão – desafiante ao cinturão do peso galo (61kg) do UFC -, Johnny Eduardo provocou o americano TJ Dillashaw (foto), campeão da categoria e homem que derrotou Barão no UFC 173, em maio do ano passado. Segundo Eduardo, Dillashaw tem “mão de Barbie”.

LEIA MAIS:
Barão rebate provocações de Dillashaw: ‘até papagaio fala’

 “Se o TJ tivesse um “punch” excelente, tinha liquidado depois daquele knockdown, então posso falar que ele tem mão de Barbie. Vamos ver agora. É isso o que falo do atual campeão”, afirmou Johnny Eduardo em entrevista ao “Combate.com”. O colega de Renan Barão refere-se à um soco dado por Dillashaw no então campeão durante o primeiro round da luta. Barão caiu, mas não foi nocauteado.

Dillashaw e Barão lutam pela segunda vez pelo UFC neste sábado (25), em Chicago. A revanche entre eles era para ter acontecido no UFC 177, em agosto de 2014. Mas o brasileiro passou mal durante o processo de corte de peso e teve de ser retirado do card. O americano defendeu o cinturão contra Joe Soto e venceu por nocaute. Barão, por sua vez, lutou em dezembro do ano passado e finalizou o canadense Mitch Gagnon.

“Na primeira luta, o Barão caçou muito, foi muito atrás do TJ, não foi com a inteligência de cortar o octógono, se movimentar bem, até porque ele estava perdido, tinha tomado aquele knockdown e levou a luta toda no automático. Mesmo assim, não tiro o mérito do TJ, foi campeão ali, foi merecida a vitória naquele momento mas agora são outros tempos, é outra parada”, completou Eduardo.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.