A Williams vai ter que se empenhar muito na Hungria

O GP da Hungria, no circuito Hungaroring, exige muita tração e é desfavorável aos carros da Williams. Mesmo assim, Massa e Bottas precisam dar seu melhor para que a Ferrari não aumente muito sua vantagem.

Apesar do belo desempenho das Williams em Silverstone (antes da chuva), o GP da Hungria promete ser complicado para a equipe inglesa, pois exige mais tração. Em pista favorável, a Williams tem se mostrado competidora à altura de brigar com a Ferrari e, até mesmo, com a Mercedes, mas até que chegue o GP da Bélgica, Felipe e Valtteri vão ter que contar com toda a sorte que conseguirem.

A falta de tração dos carros da Williams não é novidade e, para piorar, a chuva diminui muito seu rendimento. A expectativa é que Red Bull e Toro Rosso sejam as adversárias da Williams na Hungria, enquanto Ferrari deve continuar mais à frente com, quem sabe, chance de incomodar a Mercedes. O primeiro treino livre confirmou isso, com Bottas terminando em 9º e Massa em 14º. No TL2 as coisas não foram diferentes e Red Bull continuou à frente da Williams: Bottas terminou mais uma vez em 9º, seguido por Massa em 10º.

Enquanto isso, na Silly Season, muitos rumores já ligam Valtteri à Ferrari, e o diário italiano Corriere dello Sport já diz ser certo que a vaga de Kimi será de Bottas em 2016, mas nem a equipe italiana nem a Williams confirmaram ainda. O próprio Bottas também não dá pistas. Certamente, o anúncio oficial não será dado por enquanto, pois poderia desanimar Raikkonen, que quer permanecer e vem buscando melhores resultados.

Até que o anúncio oficial seja feito, permanece a dúvida de quem poderá ser o possível novo companheiro de Massa na Williams – o brasileiro deve continuar na equipe inglesa em 2016. Nasr permanecerá na Sauber e o nome forte agora é Hulkenberg, seguido por Jenson Button.

Foto: reprodução/Twitter



Autora do blog sobre automobilismo Racing Journal: https://racingjournal.wordpress.com/