Vasco substituiu Ace por SBT e fez história em 2001

Uma das melhores temporadas do Vasco só não foi perfeita devido aos títulos perdidos (ou vice-campeonatos conquistados). Em 2000, o Gigante da Colina perdeu o Mundial de Clubes, o Campeonato Carioca e o Torneio Rio-São Paulo, mas fez história conquistando a Copa Mercosul e a Copa João Havelange.

LEIA MAIS:
Mais uma vez Vasco não marca, fica 0 a 0, mas avança na Copa do Brasil
Mercado da bola: Luan já recebeu propostas de times da Europa
Dívida de R$ 3 milhões de Eurico Miranda com o Vasco é perdoada

O patrocinador master do cruzamaltino era a empresa P&G, que usou o espaço na camisa vascaína para expor um dos seus produtos: o sabão em pó Ace. Desde 1997, a empresa investia e revolucionava o setor de limpeza do Brasil e dentre os seus produtos estava o material exposto no uniforme do Vasco.

No Mundial de Clubes, a marca não foi exposta, mas do Torneio Rio São-Paulo até o final da Copa João Havelange ela acompanhou o Vasco e ajudou o clube carioca a vencer a competição, bem como a Copa Mercosul, na famosa “Virada do Século”.

Curiosamente, em 2001 o contrato de parceria já estava encerrado e o Vasco, após o incidente no segundo jogo da final da Copa João Havelange, teve que fazer uma espécie de terceiro jogo contra o São Caetano. Sem patrocinador, o então vice-presidente Eurico Miranda optou por estampar o logo do SBT na camisa, como forma de protesto contra a Rede Globo. Resultado: a camisa entrou para a história com o Vasco sendo tetracampeão brasileiro.