Torcedor do Galo já teve de apelar para o “eu acredito” antes de 2013; relembre a campanha da Copa Conmebol de 1992

BELO HORIZONTE, BRAZIL - OCTOBER 15: Fans of Atletico MG celebrate a scored goal and the victory against Corinthians during a match between Atletico MG and Corinthians as part of Copa do Brasil 2014 at Mineirao Stadium on October 15, 2014 in Belo Horizonte, Brazil. (Photo by Buda Mendes/Getty Images)

O grito de “eu acredito” ficou famoso em todo o Brasil com a torcida do Atlético-MG durante a Copa do Brasil do ano passado e a Taça Libertadores em 2013. O time passou por diversos mata-matas dramáticos na competição, com direito a classificações épicas. Mas o “eu acredito” começou bem antes.

LEIA MAIS:
Versão 2015 do Atlético-MG é quase tão boa quanto a versão 2014

Como esquecer das vagas conquistadas nas quartas e semifinais da Copa do Brasil contra Corinthians e Flamengo vencendo o jogo de volta por 4 a 1 após perder a primeira partida por 2 a 0? Ou avançar para a semifinal da Libertadores de 2013 com pênalti defendido pelo goleiro Victor nos acréscimos? Ou das vitórias sobre Newell’s Old Boys e Olimpia, na semifinal e final da Libertadores de 2013?

Mas o torcedor do Galo não esquece, também, da campanha vencedora da Copa Conmebol de 1992. Duas fases são especialmente memoráveis pelo “eu acredito”, embora o termo ainda não fosse famoso na época.

Nas quartas de final, o Atlético enfrentou o Junior, da Colômbia, pelas quartas de final. O primeiro jogo acontece no país vizinho e o Galo empatou por 2 a 2. No jogo de volta, no Mineirão, 3 a 0 para o alvinegro e vaga conquistada sem problemas. Se foi apenas um teste para cardíaco, a semifinal seria mais dramática. Diante do El Nacional, do Equador, o Atlético perdeu o primeiro duelo por 1 a 0, em Quito. No Mineirão, o embalo da torcida funcionou e o Atlético venceu por 2 a 0.

A decisão, claro, não poderia ser fácil. Apesar do triunfo por 2 a 0 sobre o Olímpia, do Paraguai, em Minas Gerais, o Galo quase “entregou” o ouro em Assunção: perdeu por 1 a 0. Mas o “eu acredito” funcionou e o título ficou com o Atlético.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.