#Tite54anos: A conquista do Mundial de Clubes com o Corinthians

Tite
crédito foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

16 de dezembro de 2012, o dia em que um time da Champions League se rendeu ao Timão, o dia em que os gritos de: “Vai Corinthians!” ganharam o Japão, ganharam também o mundo e o segundo Mundial. Um time grande comandado por Tite, foi grande.

O placar foi magro, Corinthians 1 x 0 Chelsea, mas poderia ter sido bem diferente se Tite não tivesse armado o time para jogar bola e não apenas para se defender, todos a pedido do professor estavam ali para jogar.

A maior prova de amor da Fiel, que após invadir o Maracanã invadiu o Japão, de todos os lugares do Brasil, fazendo as maiores loucuras para isso, vendendo bens, largando trabalho, esposas, tudo para empurrar o Timão, sob comando e confiança de Tite.

Adenor se tornou o técnico mais vitorioso entre 2011 e 2012 e o único da história do Corinthians a ganhar o torneio e a inédita Copa Libertadores da história do clube na mesma temporada. Ele realmente marcou sua história no clube e é merecedor das glórias, quicá de um busto no CT ou na Arena.

Tite, com essas conquistas, agradeceu a confiança tanto da diretoria quanto da torcida, de não terem substituído após a eliminação do Tolima em 2011, títulos após títulos vieram, 3 em sequencia: Brasileiro, Libertadores e Mundial. E a imagem que fica gravada, é o treinador ainda em campo com um sorriso de orelha a orelha estendendo em suas mãos a faixa com os dizeres: The Favela is Here”.

Por que devemos esse título a ele? Porque esse Corinthians era um Corinthians coletivo, o sucesso não tinha um único nome ou craque, mas sim uma equipe com força e disciplina tática.

Tite como técnico, chegou ao topo e levou o Timão ao topo. Obrigada, professor.

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."