Tiago Leifert ironiza rigidez de árbitro do Brasileirão e termina programa dançando balé

Leifert
Foto: Reprodução

A arbitragem brasileira e seus critérios mal explicados, mais uma vez, monopolizaram o assunto do final de semana de futebol, principalmente na primeira divisão. Segundo a nova orientação da CBF, os árbitros têm carta branca para dar cartão para jogadores que reclamem com eles ou comemorem gols junto à torcida, na beira do campo. Tiago Leifert foi um dos nomes da crônica esportiva que criticou a medida.

LEIA MAIS:
Palmeiras é o grande que menos aparece na Globo no início do Brasileiro
Ivan Moré é cotado para substituir Tiago Leifert no “Globo Esporte”, diz jornalista

Insatisfeito com as decisões da entidade máxima do futebol nacional, o apresentador do Globo Esporte colocou no ar uma extensa matéria questionando os critérios utilizados e a diferença de tratamento que cada juiz teve ao punir os jogadores.

Ele usou como exemplo duas situações ocorridas no mesmo jogo, entre Atlético-PR x Atlético-MG. Nela, o jogador que fez o gol da vitória para os paranaenses, Douglas Coutinho, levou um cartão amarelo por comemorar com a torcida e outro, o atacante Walter, acabou expulso, de forma direta, por reclamar com o juiz de um lance não mostrado na reportagem.

O apresentador do programa considerou a reação do árbitro do jogo, Thiago Duarte Peixoto, “teatral” e “desnecessária”, depois de ter expulsado o atacante rubro-negro e comparou os gestos feitos por ele, pedindo para que o jogador deixasse o campo, a passos de balé.

Enquanto o programa acabava, Leifert foi saindo do estúdio reproduzindo os movimentos do árbitro, cantarolando no ritmo da dança, conhecida por ser suave e delicada, e pediu “mais amor” no futebol.

Confira a reportagem completa e a cena aqui.

Foto: Reprodução



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...