Ronda ganha US$ 3 milhões por ano em patrocínios, diz Dana White

Getty Images

Se arrumar um namorado pode ser algo difícil para Ronda Rousey, dinheiro, defitivamente, não é um problema para a campeã do peso galo (61kg) feminino do UFC. De acordo com o presidente da organização, Dana White, Ronda consegue, só com patrocínios, cerca de US$ 3 milhões anuais – R$ 9,2 milhões. A informação foi dada em entrevista ao “The Jime Rome Show”.

LEIA MAIS:
Ronda afirma: “Me sinto um ursinho de pelúcia após os treinos”
Ronda abusou de drogas e álcool antes da fama, revela livro

“Precisamos que ela faça coisas, ações promocionais e ela fala ‘sem problemas’. E quando ela vai embora, os patrocinadores a chamam e dizem que ela é inacreditável para trabalhar”, elogiou White.

O presidente do UFC afirmou ainda que Ronda não foi afetada pela fama e pelo dinheiro. “É exatamente o contrário. Quanto mais rica e famosa ela fica, mais fácil é para trabalhar com ela. É sempre o contrário, não sei explicar o porquê.”

Com as ausências de Anderson Silva, Georges St-Pierre e Jon Jones, Ronda Rousey se tornou o principal rosto do UFC. A campeã dos galos está invicta na carreira, com 11 vitórias em 11 lutas profissionais. Como se não fosse o bastante, Ronda é polêmica. Suas declarações “venenosas” já lhe renderam diversas desafetas – algo que o UFC adora, pois ajuda, e muito, a vender pacotes de pay-per-view dos combates. Ronda tem luta marcada para o UFC 190, dia 1º de agosto, no Rio de Janeiro. Ela defenderá o cinturão dos galos diante da brasileira Bethe Correia.

Nem sempre, porém, a vida de Ronda foi fácil em termos financeiros. Ela revelou em seu livro “My Fight/Your Fight” que chegou a morar em seu carro durante um tempo por falta de dinheiro.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.