Retrô La Liga: veja 5 momentos cruciais em que o Barcelona mostrou força de campeão

Reprodução/Facebook

Nessa temporada, o Barcelona se sagrou campeão da Liga Espanhola pela 23ª vez com uma rodada de antecedência. Ao vencer a retranca do Atlético de Madrid de Diego Simeone no Vicente Calderón no penúltimo jogo do campeonato, o time azul-grená ficou quatro pontos à frente do arquirrival Real Madrid e o trio Messi, Suárez e Neymar pôde se dar o luxo de apenas cumprir tabela na última rodada contra o Deportivo La Coruña. Mas se engana quem pensa que o caminho até a conquista foi fácil para os catalães.

LEIA MAIS:
Veja como foi a emocionante despedida de Xavi do Barcelona

Depois do título do Atlético no último ano, o Barcelona entrou com tudo para não dar chance aos atuais campeões e, é claro, ao Real Madrid de Cristiano Ronaldo. O início não poderia ser melhor: nas oito primeiras rodadas, foram sete vitórias e um empate, com a defesa não tomando sequer um gol.

1) Primeiro tropeço

O primeiro grande desafio pela frente aconteceu exatamente contra o então vice-líder Real de Carlo Ancelotti. Após sair na frente com gol de Neymar no Santiago Bernabéu, o Barça não conseguiu segurar o ímpeto dos merengues e Ronaldo, Pepe e Benzema viraram a partida, impondo o primeiro revés aos catalães. A derrota parece ter mexido com o aspecto mental da equipe de Luis Enrique, que, na sequência, perdeu no Camp Nou para o Celta e permitiu que CR7 e companhia assumissem a ponta da Liga ao término da 10ª rodada.

2) Na cola do Real

Até o final do turno inicial, o triplete ‘MSN’ parece ter se entrosado de vez com uma sonora goleada sobre o Sevilla, finalista da Europe League, por 5 a 1 (vídeo acima) e um convincente 3 a 1 sobre o Atlético, em ambas as partidas no Camp Nou. Nesse hiato, o Barça só sofreu uma derrota para o Real Sociedad, mas nada que abalasse a confiança dos culés no returno. Foram cinco triunfos nos primeiros seis jogos e a perseguição ao Real surtiu efeito na 26ª rodada.

3) De volta à ponta

Após um turno inicial fenomenal, com direito a 12 vitórias seguidas entre 4ª e 15ª rodadas, o Real vacilou no confronto diante do Athletic Bilbao, fora de casa. O revés por 1 a 0 no San Mamés deixou o caminho livre para o Barcelona, que goleou o Rayo Vallecano por 6 a 1 e tomou a dianteira da Liga.

4) Culés fecham a porta

Duas rodadas depois, o Real tinha a chance de nova reviravolta na classificação, mas precisava superar os culés no Camp Nou. Bem que Ancelotti tentou colocar o time para frente e saiu no intervalo com um empate de 1 a 1 após gol de CR7. Mathieu abrira o placar para o Barça. Luis Suárez tratou de pôr um ponto final nos 45 minutos finais e deixar a equipe catalã mais líder do que nunca. Daí para frente, Luis Enrique não deu sopa para o azar, se impôs contra os rivais mais fracos e não perdeu terreno para os perigosos Sevilla, Valência e Atlético de Madrid.

5) O título veio em Madri, mas a festa foi em azul-grená!

Na 31ª rodada, segurou empate importante contra o anfitrião indigesto Sevilla na Rosaleda, bateu na sequência o Valência no Camp Nou e caminhou firme rumo à taça, mesmo com o Real ainda colado na vice-liderança. O golpe de misericórdia veio na penúltima rodada contra o Atlético. Messi deu a vitória para os culés e, com isso, o Barça abria quatro pontos dos merengues. No campo, o troféu já tinha dono com uma rodada de lambuja.

Classificação final do Campeonato Espanhol na temporada 2014/15:
1. Barcelona – 94 pts.
2. Real Madrid – 92 pts.
3. Atlético de Madrid – 78 pts.
4. Valência – 77 pts.
5. Sevilla – 76 pts.

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.

Fotos: Reprodução/Facebook



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.