Quem é o pior finalizador do Vasco no Brasileirão?; Descubra

Divulgação/Vasco

Com apenas um gol marcado em três partidas disputadas, o Vasco da Gama tem um dos piores ataques do Campeonato Brasileiro, atrás apenas do Joinville, lanterna da competição e que não balançou as redes ainda. Aliás, nos últimos cinco duelos, o Gigante da Colina marcou apenas dois gols, sendo o outro tento assinalado por Rodrigo na Copa do Brasil.

LEIA MAIS:
Mercado da bola: Luan já recebeu propostas de times da Europa
Dívida de R$ 3 milhões de Eurico Miranda com o Vasco é perdoada
Mercado da bola: Cruzeiro empresta Riascos para o Vasco

Na estreia contra o Goiás, em São Januário, o Vasco empatou em 0 a 0 sem conseguir criar grandes chances de gol. A atuação da equipe foi bastante criticada na ocasião, mas o mal desempenho não se repetiu nos duelos seguintes. Contra o Figueirense e o Internacional, o Cruzmaltino não venceu, embora tenha criado chances para isso.

Contra o Figueira, Gilberto, Rafael Silva e Dagoberto ajudaram a consagrar o goleiro Alex Muralha que, com grandes defesas, salvou o time de Orlando Scarpelli. Diante do Inter, Muriel foi exigido e ajudou a impedir os gols vascaínos, mas também graças a um erro seu de saída do gol o time de São Januário marcou com Lucas.

Se criando chances, o Vasco também tem dificuldades para balançar as redes, como superar esse obstáculo? A saída pode estar em melhorar a pontaria da equipe e, por isso, o Torcedores.com mostra para você quem é o pior finalizador do Vasco neste Brasileirão, com base nos dados disponíveis no site Footstats.

Confira:

  1. Bernardo – 4 finalizações para fora em 4 chutes a gol no Brasileirão – 0% de aproveitamento;
  2. Marcinho e Madson – 2 finalizações para fora em 2 chutes a gol no Brasileirão – 0% de aproveitamento;
  3. Júlio dos Santos e Serginho – 1 finalização para fora em 1 chute a gol no Brasileirão – 0% de aproveitamento;
  4. Christiano – 5 finalizações para fora em 6 chutes a gol no Brasileirão – 16,7% de aproveitamento;
  5. Rodrigo – 2 finalizações para fora em 3 chutes a gol no Brasileirão – 33,3% de aproveitamento;
  6. Gilberto – 5 finalizações para fora em 8 chutes a gol no Brasileirão – 37,5% de aproveitamento; e
  7. Rafael Silva – 3 finalizações para fora em 5 chutes a gol – 40% de aproveitamento.

Foto: Divulgação/Vasco