Presidente do Grêmio admite rápido contato com Doriva e nega desculpas ao Vasco

Grêmio
Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

A sexta-feira foi quente no Grêmio e Vasco. Tudo começou com a notícia de que o time gaúcho ofereceu oferta tentadora para tirar o técnico Doriva dos cariocas. Sem ter sido consultado, o presidente vascaíno Eurico Miranda detonou a postura do rival durante entrevista coletiva. Romildo Bolzan, mandatário gremista reconheceu que fez rápida consulta a Doriva, mas negou pedido de desculpas a Eurico.

LEIA MAIS:
Em entrevista, Eurico Miranda detona postura do Grêmio

“Não houve nenhum encaminhamento mais sério, mais incisivo, se tivesse, evidentemente que o Grêmio iria fazer o contato (com a direção do Vasco). E, se tivesse uma abertura do Vasco, negociaríamos por aí. Eu não fiz consulta porque o treinador não tinha absolutamente nenhum interesse. Depois o seu empresário confirmou que ele não tinha interesse de sair. Não tem absolutamente nada além disso”, disse ao programa Experiente Futebol, do canal Fox Sports.

“Não temos que pedir desculpas, não. Não aconteceu absolutamente nada. Não teria satisfação. O que aconteceu foi exatamente o que eu relatei. Compreendo a indignação do presidente do Vasco. Acho que foi um pouquinho além da medida, mas compreendo a sua indignação”, completou.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

 



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)