Guarani faz campanha histórica em meio a polêmica na Copa União de 1987

A Copa União de 1987 – Campeonato Brasileiro da época – foi um dos campeonatos mais confusos e polêmicos da história do futebol brasileiro, por conta da incerteza de quem se intitularia o campeão do torneio: Sport ou Flamengo. Módulos, quadrangulares, W.O’s, criação do Clube dos 13 e muitas brigas no tribunal foram marcas daquele ano, e quem saiu com o troféu foi o time de Recife (conforme site oficial da CBF), e os rubro-negros cariocas reclamam até hoje.

Polêmica a parte, um time do interior paulista saiu-se muito bem, ficando novamente com o vice-campeonato da Copa União: o Guarani.

O time campineiro, que já havia sido campeão brasileiro em 1978, e vice no ano anterior (1986, perdendo na decisão para o São Paulo), mais uma vez se fez presente na elite do futebol brasileiro.

Com Carbone de treinador, a equipe contava com a juventude dos garotos Ricardo Rocha na defesa e Evair no ataque. O Guarani naquele campeonato fez jogos memoráveis conseguindo chegar até o quadrangular final, ficando apenas atrás do Sport.

Time base: Sérgio Nery, Gil Baiano, Luciano, Ricardo Rocha e Albéris; Paulo Isidoro, Nei e Marco Antônio Boiadeiro; Catatau, Evair e João Paulo. Técnico: Carbone.

O Guarani, que hoje amarga uma de suas piores fases de sua existência, já teve momentos brilhantes na primeira divisão do futebol brasileiro.

Veja alguns lances da partida final entre Sport x Guarani:



Jornalista em formação - Amante do futebol, seja na América ou Europa. E claro, palmeirense sofredor, mais do que o normal.