Opinião: Corinthians tenta dar rodagem aos atletas jovens em nova parceria

Crédito da foto: Reprodução/Divulgação/Bragantino

O Corinthians fechou parceria com o Bragantino. No acordo, o Timão arcará com todos os gastos do Leão da Zona, emprestará e contratará jogadores à equipe.

LEIA MAIS:
Corinthians e Bragantino compartilham comando, experiência e juventude

O Corinthians havia feito uma parceria com o Flamengo de Guarulhos, da Grande São Paulo, desde 2010. Em cinco anos à frente da equipe, o Timão arcou com os gastos do time profissional e amador (base). Com o time do Parque São Jorge, o rubro-negro disputou campeonatos paulistas da terceira divisão. E não saiu de lá. Onde segue até hoje. Em 2013, sob o comando de João Vallim, o clube esteve perto de firmar o acesso à Série A-2 do estadual. Por um ponto, não aconteceu. Manteve o treinador em 2014, com a promessa de que manteriam o mesmo plantel anterior em busca do tão sonhado acesso.

Novamente, não subiu. Ficou no meio da tabela. Brigando pela classificação até a última rodada e, como em outras rodadas, perdendo pontos que não se pode perder para quem almejava um acesso. Após isso, houve a promoção de Caco Espinosa, hoje técnico do Timão sub-20 no lugar de Osmar Loss, emprestado ao Bragantino. Quando esteve nas categorias de base do Flamengo de Guarulhos, o comandante conseguiu, de forma inédita, levar o Flamengo de Guarulhos às oitavas da Copa São Paulo, batendo times como Vitória e Palmeiras. Além de ter tido a segunda melhor campanha da segunda fase e, antes de perderem por 5 a 0 para o Atlético MG de Carlos, estavam invictos na competição.

O treinador gaúcho, sobrinho de Valdir, trouxe conterrâneos. Entre eles, Renato Saldanha, Gustavinho Engel e Douglas T-Rex. Além deles, contratou também o goleiro Alonso Carvalho que, em 2000 – junto de T-Rex – esteve no Grêmio. Surgiram informações na imprensa de Guarulhos que o time estava rachado. Brigas e afins pesaram o clima no clube. Havia, inclusive, boatos de que atletas queriam derrubar o treinador.

Com a ida de Osmar Loss para o Bragantino, assim como sua comissão técnica e o diretor de futebol Doni – ex-diretor do Flamengo de Guarulhos na parceria com o Corinthians. Além de ter sido responsável por dirigir a categoria de base sub-20 do Timão. Caco assumiu com o seu auxiliar Coelho, que também comandaram o rubro-negro paulista neste ano pela Série A-3. No sábado, perdeu para a equipe da Grande São Paulo, por 2-1, pelo Paulista sub-20. Os atletas que disputaram a competição possuem vínculo com o alvinegro paulista. Além dos atletas, o treinador do Flamengo, Marcelo Marelli – ex-auxiliar de Caco na base da equipe de Guarulhos – também está na equipe emprestado pela parceria. Acredita-se que, após o término da competição de base, a parceria termine.

A parceria entre Corinthians e Bragantino pode trazer benefícios para as equipes. Pelo lado corintiano, os atletas que não foram aproveitados por Tite – caso de Gustavo Tocantins – foram repassados, por empréstimo, à equipe de Bragança Paulista. Assim, não ficam sem atuar ou apenas treinando com o elenco principal. Pelo lado do Massa Bruta, com o Timão arcando com os gastos do plantel, podem montar um time competitivo visando o acesso à Série A do Brasileiro. A parceria pôde ser vista com bons olhos devidos aos maus resultados do Leão da Zona no Paulistão, que culminaram no rebaixamento para a Série A2 do estadual. Em uma eventual negociação o Timão possui prioridade na compra de atletas do Linguiça Mecânica.

Diferentemente do Flamengo de Guarulhos, que disputava a terceira divisão do campeonato estadual e tinha um acordo com o Corinthians nos mesmos moldes do acertado com o Bragantino, a visibilidade para os atletas serão maiores, sobretudo a importância dos campeonatos – se comparado.

Crédito da foto: Reprodução/Divulgação/Bragantino

*Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @RonaldCapita
*Não tem twitter? Curta o autor no Facebook: Ronald Capita



Projeto de jornalista. Se alimenta de seus sonhos através de caneta e papel. Com passagens pelo Voz Caiçara. Atualmente é colaborador do Torcedores.com e, quando pode, faz mídias sociais no PSG Brasil. Um amante do futebol de base.