Opinião: O importante para o São Paulo são os 3 pontos

Getty Images

Caro torcedor Tricolor, o jogo não foi bom, foi sofrível até em algumas partes, mas os três pontos para o São Paulo vieram e isso sim é importante num campeonato tão extenso como o brasileiro. Com boas atuações de Bruno (pasmem!), Michel e Pato retomamos às vitórias na competição.

LEIA MAIS
Pato muda discurso após falar que quer ser titular: “As escolhas são do professor”
Em noite pouco inspirada, Luís Fabiano desabafa sobre torcida e contrato

O São Paulo foi a campo no típico esquema com três volantes e com apostas em Thiago Mendes e Luís Fabiano mais à frente. Foi um primeiro tempo duro de assistir. Logo aos 14 minutos Dória, numa bela cabeçada, pôs os mandantes em vantagem, mas o Tricolor não forçou mais jogadas, e o jogo ficou morno. O Joinville até tentou crescer, mas pouco foi eficiente. Luís Fabiano até brigou em algumas jogadas, a bola não chegou e ele foi sacado no intervalo.

Já no segundo tempo, a entrada de Pato deixou o time mais “leve”, houve uma maior movimentação, a bola rondava a área do clube catarinense, mas nada eficaz. Numa (das várias) saídas erradas do JEC, Pato achou Michel Bastos livre para soltar a canhota e fazer o segundo.

O camisa 7 renovou seu contrato com o Tricolor (graças a deus), ele continua sendo o melhor jogador deste elenco são-paulino, sempre o mais lúcido em campo, é bom ter um cara desses ao nosso lado. Pato também foi bem, mostrou que o banco não é o seu lugar e foi premiado com o terceiro gol da equipe. Gostaria de vê-lo jogando mais um tempo no “Mais Querido”.

Mas é preciso deixar claro, o São Paulo esteve longe de fazer uma grande exibição nesta tarde/noite. Nosso adversário, apesar de fraco, chegou a ter, em certo momento da primeira etapa, maior posse de bola (a tão preciosa e improdutiva). Ainda se faz necessário (muito) trabalho no Morumbi.

Destaco também o protesto feito pela torcida do lado de fora. É importante esse grupo ter noção do peso que eles carregam às costas. O São Paulo não é um clube qualquer, tem de se honrar (e muito) essa camisa, e quem não quiser pressão, que pegue suas coisas e vá embora. Isso vale também para os senhores dirigentes.

Enquanto aguardamos uma definição sobre Osório, teremos um grande confronto no próximo domingo, onde até Porto Alegre iremos para enfrentar o Internacional, cada ponto conta para que festejemos em dezembro. Avante meu Tricolor!

Foto: Getty Images



Cursando Jornalismo e apaixonado pelo esporte bretão, 21. 'Cada um tem um time, e eu não escondo o meu!" - André Henning