Luxa não se conforma com absolvição de pena no Carioca e solta o verbo

Gilvan de Souza/Agência Flamengo

Nessa sexta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo mostrou muita revolta na entrevista coletiva no CT da Gávea ao ser questionado sobre a absolvição que recebeu do STJD após cumprir dois jogos de suspensão no Campeonato Carioca por ter ofendido a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj). Na ocasião, o comandante rubro-negro criticou bastante o regulamento da competição por não permitir a inscrição de mais de cinco jogadores da base.

LEIA MAIS:
Veja quais são as principais carências do elenco atual do Flamengo
Petrobras patrocinou o Flamengo por 25 anos, mas também atuou fora do país
Everton defende Luxa e afirma que objetivo do Fla é brigar pela ponta do Brasileirão
Ainda com dores, Marcelo Cirino está fora de jogo contra o Avaí

No segundo julgamento no TJD-RJ, dois auditores do Pleno consideraram a denúncia sem fundamento. Então, tentou-se um efeito suspensivo no STJD, primeiro concedido, mas em seguida cassado pelo presidente do tribunal, Caio Rocha. Dessa forma, Luxa ficou afastado do banco do Fla por dois jogos durante a disputa do Estadual. O ex-jogador Devid assumiu a área técnica.

Luxa não reagiu bem ao ser absolvido agora, justamente após o término da competição em que o clube rubro-negro sequer chegou à final. Confessou estar desconfiado com o trâmite do caso no tribunal.

“Acho horrível me liberar agora por unanimidade. Ficou claro que não fiz nada demais. Tiraram da competição, reta final da Taça Guanabara, e agora me dão unanimidade. Entende-se que houve alguma coisa meio complicada. Por que não aceitaram efeito suspensivo? Por que me denunciaram? A gente fica desconfiado. Isso é uma baita de uma covardia que fazem com os profissionais”, desabafou Luxa.

O treinador já está em Florianópolis com os jogadores para a partida contra o Avaí no próximo domingo, às 16h (horário de Brasília). O Flamengo busca a primeira vitória no Brasileirão após um empate e uma derrota.

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.

Foto: Gilvan de Souza/Agência Flamengo



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.