Di Grassi é desclassificado do e-Prix de Berlim e perde liderança da Fórmula E

Durou pouco a alegria de Lucas di Grassi pela vitória no e-Prix de Berlim da Fórmula E. O piloto foi desclassificado da prova após os comissários alegarem modificações ilegais na asa dianteira do carro da Audi Sport ABT conduzido pelo brasileiro, que perdeu a vitória e a liderança do campeonato para Jerome D’Ambrosio e Nelsinho Piquet, respectivamente.

LEIA MAIS:
Em Berlim, Di Grassi conquista sua segunda vitória na Fórmula E

O anúncio foi feito através do Twitter da Fórmula E e a Audi Sport ABT decidiu, pouco depois, não apelar da decisão tomada pelos comissários desportivos da prova na capital alemã. Daniel Abt, companheiro de Di Grassi, não sofreu qualquer punição.

A desclassificação de Di Grassi deixa Nelsinho Piquet, quarto colocado na prova deste sábado, na liderança do campeonato, com 103 pontos, dois a mais em relação ao segundo colocado, Sébastien Buemi, agora com 101. Lucas cai para o terceiro posto na tabela de pontos, com 93.

Di Grassi também usou o Twitter para se manifestar sobre o assunto, sendo bastante duro nas palavras. “Estão tentando fazer eu ganhar o campeonato no modo difícil. Não se preocupe, nós voltaremos para dar um chute no rabo de Piquet e Buemi na pista”, declarou o piloto.

A próxima etapa da Fórmula E acontece no dia seis de junho, com a realização do e-Prix de Moscou, na Rússia.

Foto: FIA Fórmula E



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.