Contra o Flu, Corinthians busca quebrar jejum de quase oito anos sem vitória no Maracanã

Foto: Getty Images

O histórico recente do Corinthians no Maracanã tem sido muito ruim. A equipe não vence no estádio carioca desde agosto de 2007, quando aplicou 3 a 2 no Botafogo, no ano em que chorou o rebaixamento à série B do Campeonato Brasileiro. Contra o Fluminense, na tarde deste domingo (16h), o Timão tenta derrubar o jejum de quase oito anos sem vitória no Mário Filho.

LEIA MAIS:
Mercado da bola: Com proposta do Flamengo, Elias decide permanecer no Corinthians

Desde o último triunfo no palco que recebeu a final da última Copa do Mundo, o Corinthians disputou 13 partidas, com oito derrotas e cinco empates. Contra o Tricolor, foram quatro empates e uma derrota válida pela última edição do Nacional, quando abriu 1 a 0 com Guerrero e acabou sofrendo virada por 5 a 2.

Para se ter uma ideia no último triunfo corintiano, o Maracanã ainda não havia sofrido a maior remodelação de sua história com vistas para a Copa do Mundo de 2014. Arce, Nilton e Finazzi fizeram os gols.

 

Retrospecto do Corinthians contra os grandes cariocas no Maracanã desde 2007:

Flamengo – 5 jogos (5 derrotas)

Fluminense – 5  jogos (4 empates e uma derrota)

Botafogo – 2 jogos (2 derrotas)

Vasco – 1 jogo (1 empate)

 

FICHA TÉCNICA: BOTAFOGO 2 X 3 CORINTHIANS – 7ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2007

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 15 de agosto de 2007, quarta-feira

Horário: 20h30min

Arbitragem: Clever Assunção Gonçalves, auxiliado por Guilherme Camilo e Márcio Santiago (trio de MG)

Cartão amarelo: Arce (Corinthians)

Cartão vermelho: Kadu (Corinthians)

Gols: BOTAFOGO: Nilton (contra) e Dodô. CORINTHIANS: Arce, aos nove minutos do primeiro tempo. Nilton, aos oito, e Finazzi, aos 11 minutos do segundo

BOTAFOGO: Marcos Leandro; Juninho, Alex e Luciano Almeida (Ricardinho); Alessandro (Adriano Felício), Leandro Guerreiro, Túlio, Joilson, Lúcio Flávio (Vitor Castro); Jorge Henrique e Dodô. Técnico: Cuca

CORINTHIANS: Felipe; Edson, Nilton (Ricardinho), Fabio Ferreira e Kadu; Bruno Octávio, Vampeta (Carlos Alberto), Gustavo Nery e Willian; Arce (Rosinei) e Finazzi. Técnico: Paulo César Carpegiani

Foto: Getty Images



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)