CBF culpa empresa terceirizada e autoriza o uso dos naming rights do Allianz Parque; entenda

Crédito da foto: Reprodução/Twitter

No último sábado (9), minutos antes de Palmeiras x Atlético MG, na casa palmeirense, o confronto se viu em um fator polêmico. A CBF havia proibido a exposição do nome “Allianz”, empresa que possui os naming rights do estádio do Verdão.

LEIA MAIS:
CBF pede para que o Palmeiras esconda placas com patrocínio da Allianz; entenda
Funcionária do Palmeiras faz alerta sobre proibição da CBF à Allianz: “Vamos perder mando de campo”
Palmeiras x Atlético-MG: Assista aos gols do empate palmeirense

Na ocasião, o Palmeiras foi obrigado pela Confederação Brasileira de Futebol a esconder o nome da empresa. O pedido dos cartolas que comandam o futebol brasileiro gerou muita revolta por parte dos torcedores palmeirenses – e também de torcedores rivais.

A CBF, em nota oficial, alega que houve uma confusão criada pela empresa terceirizada contratada para cuidar e organizar os jogos do Brasileirão. De acordo com o comunicado, a federação o problema foi detectado e devidamente corrigido pela sua diretoria de marketing e tal fato não ocorrerá novamente.

Segundo o site ESPN.com.br, a entidade irá criar um regulamento geral de Marketing para divulgar as normas e fazer com que, assim, elas sejam executadas.

Confira, na íntegra, a nota emitida pela CBF em seu site oficial:

A Confederação Brasileira de Futebol esclarece que o episódio ocorrido no sábado, na partida entre Palmeiras e Atlético Mineiro, em que o nome Allianz Parque chegou a ser coberto ocorreu em virtude do excesso de zelo da empresa terceirizada encarregada dos procedimentos operacionais nos estádios.

Vale ressaltar que o problema foi detectado e devidamente corrigido pela diretoria de Marketing da CBF e não se repetirá nos jogos do Campeonato Brasileiro.

Crédito da foto: Reprodução/Twitter

*Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @RonaldCapita
*Não tem twitter? Curta o autor no Facebook: Ronald Capita



Projeto de jornalista. Se alimenta de seus sonhos através de caneta e papel. Com passagens pelo Voz Caiçara. Atualmente é colaborador do Torcedores.com e, quando pode, faz mídias sociais no PSG Brasil. Um amante do futebol de base.