Barcelona completa 10 anos de trios de ataque; relembre os tridentes

Trio MSN
Foto: Reprodução/Twitter

O sucesso nos últimos anos trouxe diversos pontos positivos ao Barcelona. Títulos da UEFA Champions League, Campeonato Espanhol, Supercopa da Espanha e também do Mundial de Clubes deram ao clube o status de maior time do século 21, segundo ranking da IFFHS (Federação Internacional de História e Estatística do Futebol). Nos últimos 10 anos, as formações sempre foram comandadas por trios de ataque.

LEIA MAIS:
Daniel Alves ameaça deixar o Barcelona após a temporada

O primeiro trio da década

Há 10 anos atrás, Ronaldinho Gaúcho comandava a equipe catalã. Em 2005, foi campeão do campeonato espanhol, na temporada em que conquistou sua primeira bola de ouro da FIFA. Ao seu lado, o brasileiro tinha como companheiros o camaronês Samuel Eto’o, e o X Ludovic Giuly. Messi, com apenas 18 anos ainda via o brasileiro brilhar do banco de reservas, mas por pouco tempo.

O primeiro tridente campeão europeu

Uma temporada depois, Lionel Messi ganhou a posição de Ludovic Giuly no ataque. Mesmo que ainda coadjuvante, participou da conquista da sua primeira Champions League na temporada 2005-06. No mesmo ano, o Barcelona renovaria seu contrato até 2014, dando grande passo para a história do argentino e do clube.

Saída de Ronaldinho, e novos trios

Em 2008, Ronaldinho Gaúcho anuncia sua partida para o Milan, deixando a camisa 10 e o posto de craque do time para o jovem argentino. Sob o comando de Pep Guardiola, Messi ganhou a companhia de Thierry Henry, enquanto Eto’o permanecia intocável no clube. O resultado não podia ser melhor. A primeira Champions League do treinador, que conquistou a tríplice coroa naquele ano. Com Eto’o, Henry e Messi, o ataque do Barcelona chegou a uma marca de 100 gols na temporada.

Eto’o sai, chega Ibrahimovic

Em 2009, Barcelona e Inter de Milão confirmaram a troca entre seus centroavantes. Chegando para manter a formação no time espanhol e buscar seu primeiro título europeu, Ibra não imaginaria o que viria a ocorrer. O Barça não decolou após sua chegada, enquanto Samuel Eto’o seria campeão europeu pelo time italiano um ano depois.

Messi + espanhóis

Ibrahimovic logo viu que seu futebol não encaixou no clube espanhol, saindo na temporada seguinte a sua chegada. Henry também saiu, indo popularizar o futebol dos EUA. Em 2010, David Villa assume junto com Pedro a missão de substituir os dois ícones do futebol mundial, e o sucesso dos dois foi total. Ao lado de Messi, levaram o time ao título da Liga dos Campeões e do Campeonato Espanhol.

Trio MSN

Após a saída de David Villa, Alexis Sanchez chegou ao Barcelona para manter a formação no ataque do clube. Sem muito êxito, o time catalão não foi muito longe com o Chileno no ataque. Após reformulações, trocas de técnicos e algumas peças do elenco, o Barça abriu os cofres e trouxe Neymar e Suarez para formar o melhor trio de ataque na opinião dos torcedores, conforme pesquisa do jornal Mundo Deportivo. Até o momento, o MSN já conquistou uma Supercopa da Espanha e uma La Liga espanhola, e enfrentam a Juventus em Berlim na final da Champions League. Com mais de 100 gols na temporada, o trio já ultrapassou a marca do time campeão em 2008-09. Agora, brigam pelo título europeu, para talvez se consolidarem como o melhor trio de ataque da história do Barcelona.

Foto: Reprodução/Twitter



Jornalista formado pela USCS, apaixonado por esportes, cultura e comunicação. Ex-atleta em atividade, pensa que sabe algo sobre futebol, handebol e esportes americanos.