Além do cinturão, Weidman tentará manter 100% contra brasileiros

Chris-Weidman-MMA-UFC
Crédito da foto: Reprodução/Facebook

Com um nocaute surpreendente sobre o até então soberano no UFC Anderson Silva no dia 6 de julho de 2013, Chris Weidman chocou o mundo e fez com que o Spider perdesse sua primeira luta em sete anos de invencibilidade. Como se não fosse suficiente o primeiro triunfo, como todos sabemos Weidman ainda venceu a revanche graças a séria lesão que afastou Anderson do octógono por um longo tempo e fez com que o estadunidense permanecesse como detentor do cinturão, que será posto em jogo hoje diante de Vitor Belfort.

LEIA MAIS

Deus me mandou um suplemento do céu”, afirma Vitor Belfort
Jon Jones terá chance de recuperar cinturão assim que voltar ao UFC, diz Dana White

Belfort será o quarto brasileiro a cruzar o caminho profissional do “The All-American” e terá a difícil missão de fazer com que o Brasil saia pela primeira vez vencedor de um combate contra o atual campeão dos Médios. Antes de ganhar de Anderson por duas vezes, Weidman já havia conseguido uma importante vitória por pontos sobre Demian Maia, no UFC on FOX 2, em janeiro de 2012. E, em seu último compromisso, derrotou por pontos Lyoto Machida no UFC 175, em julho do ano passado.

Até o momento, o norte-americano ainda não sabe o que é sair do octógono sem ter seu braço levantado, já que conta com um cartel perfeito (12 vitórias em 12 lutas) sendo que ele luta no MMA profissional desde 2009.

Do lado do brasileiro, o aproveitamento ainda está bem longe de ser negativo. Além dos títulos já conquistados no Ultimate pelos Pesados e nos Meio-Pesados, Vitor conta com 24 vitórias e 10 derrotas na carreira, sendo que seis desses revéses foram para lutadores dos Estados Unidos.

Crédito da foto: Reprodução/Facebook



Jornalista formado em 2012 pela FIAM e que tem paixão por esportes, destacando-se Futebol, MMA, Basquete e Automobilismo. Foi editor e repórter do Universo dos Sports.