Tite detona possível horário de jogo do Corinthians no domingo: ’11 horas da manhã não dá’

O técnico Tite criticou a possibilidade de o Corinthians enfrentar a Ponte Preta, em Itaquera, às 11h, deste domingo, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.  A Federação Paulista de Futebol definirá todos os detalhes em reunião com os clubes classificados na manhã desta quinta-feira.

LEIA MAIS:
Petros elogia reservas e vê Corinthians muito bem preparado para a fase final do Paulistão
XV de Piracicaba x Corinthians: assista aos gols do empate do Timão

A tendência é que a partida contra a Macaca ocorra na parte matinal em decorrência dos protestos previstos contra a presidente Dilma Rousseff, na tarde de domingo. A Polícia Militar teria que concentrar a maior parte do seu efetivo em vários pontos da capital paulista. Tite não ficou nenhum pouco satisfeito com a possibilidade de colocar em campo os seus jogadores no horário incomum.

“Vamos ter bom senso. 11h da manhã, não dá. Não dá para ninguém. Não sei qual a solução. É ruim para todos”, afirmou o treinador em entrevista coletiva após o empate em 2 a 2 contra o XV de Piracicaba, na noite de quarta-feira.

“”Todo o mundo que está ouvindo já jogou uma peladinha às 11 da manhã e sabe a resposta. Todos nós sabemos. Senhor, tu, que está ouvindo, já jogou e sabe como é ruim. Não dá para se alimentar direito, o nível de concentração é mais baixo. Não dá, não dá. Se tiver que jogar, vou fazer o quê? Mas não é o ideal para qualquer profissional. Não é”, completou.

Especula-se que o São Paulo receba o Red Bull Brasil, no sábado, assim como o Santos o XV de Piracicaba, na Vila Belmiro. O Corinthians jogaria no domingo (11h), contra a Ponte e na segunda-feira (21h) o Palmeiras mediria forças contra o Botafogo-SP, no Allianz Parque.

crédito foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)