Técnico do Joinville chega a sua terceira final do Catarinense

Perto de completar 43 anos de idade e com apenas quatro deles atuando como técnico de equipes profissionais, o comandante Hemerson Maria segue fazendo história no futebol. Na última quarta-feira, em Chapecó, o Joinville ganhou da Chapecoense por 2 a 0 e se garantiu com dois jogos de antecedência, uma vaga na final do Campeonato Catarinense.

LEIA MAIS: 
São Paulo confirma acerto com técnicos e anúncio fica para semana que vem

Será a terceira final em três disputas pelo Campeonato Estadual, o comandante do Joinville divide o mérito da vaga conquista pelo time catarinense. Hemerson coloca o méritos a toda a equipe, que trabalharam para chegar a esse momento.

“A vaga na final não é minha, é do Joinville. Você não vai me ver falando na primeira pessoa. Se chego à terceira final, é porque há pessoas que trabalharam comigo e valorizo a todos. Joinville tem uma equipe de trabalho fantástica, assim como eu tinha quando conquistei o titulo com o Avaí, em 2012”, destacou.

Com o sonho de comandar um time da elite do futebol brasileiro, Hemerson havia prorrogado seu vínculo com o Joinville e com dois jogos de antecedência e deixou o time catarinense na sua segunda final. O comandante comenta sobre o início do clube na competição, mas ressalta a superação que todos os atletas passaram para chegar a final.

“Tivemos um início complicado. Alguns jogadores importantes se valorizaram e deixaram o clube. Além disso, durante a competição perdemos muitos atletas por lesão. O importante foi que a diretoria, jogadores e comissão técnica tiveram maturidade para administrar essas situações. Essa união fez com que todos se superassem e conquistassem essa vaga, que ainda não é o nosso objetivo final”, revelou Hemerson Maria.

Foto: Divulgação/Joinville



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com