Opinião: Xangai é ‘logo ali’, e a Ferrari está de olhos bem abertos

Depois da primeira vitória do ano com Sebastian Vettel, a Ferrari pode voltar ao ponto mais alto do pódio no GP da China neste fim de semana. Junto com seus engenheiros, Vettel conseguiu superar a equipe alemã nos boxes e vencer a prova anterior, na Malásia.

LEIA MAIS
Hamilton domina treinos livres para o GP da China de F1

Para o grande prêmio da China deste domingo, se repetir os feitos dos tempos de Ross Brawn e Michael Schumacher, quando faziam os melhores tempos nos pit stops.

O circuito tem 5.451 km e será disputada em 56 voltas, como toda pista nova a pista, Xangai conta om duas grandes retas e uma pista mista no centro que irão exigir do motor ferrari muita força.

Já o pilotos Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen vai encontrar um final de semana de sol, porém, temperaturas amenas, entre 16 a 20 graus, o que pode favorecer os compostos mais macios, apesar de não se desfazerem tão facilmente como os pneus da temporada passada.

Outro fator motivador para o piloto alemã e a equipe de Maranello é o fato de que Vettel pode igualar o número de vitórias do piloto brasileiro Ayrton Senna, com 41 triunfos.



Sou jornalista formado na FIAM (FACULDADES INTEGRADAS ALCÂNTARA MACHADO), trabalho na redação de esporte da Tv Bandeirantes, repórter do Torcedores.com, apaixonado por esportes, com destaque em futebol, automobilismo e lutas.