Opinião: Santos mostra em clássicos que pode brigar de igual para igual com os grandes

Ricardo Saibun/Santos FC

O Santos iniciou o ano com mudança de diretoria, muitos problemas financeiras – que não foram resolvidos ainda – e debandada de jogadores titulares e importantes. Recentemente, Enderson Moreira foi demitido e o interino Marcelo Fernandes assumiu e foi efetivado. Todos esses elementos somados levariam o time alvinegro a ser o representante mais fraco entre os grandes em 2015, principalmente nos clássicos, certo?

LEIA MAIS
Defesa do Santos vive má fase e promessa da base deve ganhar espaço
Santos se livra de “medalhões” para conter crise financeira

Errado. Os clássicos contra Corinthians, Palmeiras e São Paulo no Campeonato Paulista mostraram que o Peixe pode brigar de igual para igual com os grandes times do Brasil.

Nos números, o desempenho não é tão bom quando o futebol apresentado pelo time nos duelos. Dois empates, contra São Paulo e Corinthians, e apenas uma vitória, sobre o Palmeiras.

O que dá confiança ao torcedor é o desempenho do time e o domínio apresentado em partes das partidas. Contra o São Paulo, por exemplo, o goleiro Rogério Ceni foi o grande destaque do duelo, com inúmeras defesas importantes que seguraram o empate sem gols.

Contra o Palmeiras, o time saiu perdendo logo no início do jogo e conseguiu a virada com boa atuação do setor ofensivo, principalmente Ricardo Oliveira, que também brilhou no empate com o Corinthians, no último domingo, ao deixar sua marca na Arena Corinthians.

O Santos, no entanto, sofreu bastante no início dos três clássicos, o que mostra que se entrar mais ligado, as chances de vitória em jogos contra os grandes rivais são bem maiores. Fica a lição para os próximos duelos.

Crédito da foto: Ricardo Saibun/Santos FC



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.