Opinião: A Portuguesa se prepara para o começo de mais uma reestruturação

Portuguesa
Créditos: Getty Images

>Venda do Canindé pode ser uma das  soluções para sanar as dividas que a Portuguesa possui. Prefeitura e empresa imobiliária podem ajudar a Lusa sair de uma crise que parece eterna.

Na última quarta-feira(8) a Portuguesa escreveu mais uma linha triste em sua linda história no futebol nacional e mundial. Clube que revelou grandes jogadores, como Djalma Santos, Enéas, Zé Roberto e craque Denner caiu pela quarta vez em quatro anos. Em 13 anos esse foi o sétimo rebaixamento e o calvário parece não ter fim.

O torcedor Alvirrubro criou uma grande expectativa com quando em 2011 a Barcelusa, apelido dado pela imprensa e torcedores, subiu para a séria A do Brasileirão. Porém a queda no ano seguinte para a série A2 e o caso Héverton em 2013, fizeram a Portuguesa se tornar o famoso ioio.

A derrota para o São Paulo faz, novamente, a Portuguesa tentar uma nova reestruturação, mas que tem um grande empecilho, a divida que gira em torno dos R$150 milhões de reais. Existe até a possibilidade de venda do Canindé para sanar está divida. Uma empresa imobiliária estaria disposta a pagar a Portuguesa uma valor acima da dívida e em troca seriam construídas prédios comerciais, dois shoppings e uma arena multiuso para 20 mil pessoas.

O presidente da Lusa, Jorge Manuel Marques Gonçalves, que assumiu no lugar de Ilídio Lico, negocia com a prefeitura de São Paulo venda do terreno, para enfim trazer de volta o segundo time de todos os paulistanos.

Foto: Getty Images