Molico/Nestlé atropela Sesi-SP e vai a final da Superliga

Equipe comandada pelo técnico Luizomar de Moura não deu chances ao time da Vila Leopoldina e venceu o jogo por 3 sets a 0. Agora o time de Osasco vai fazer a sua 13ª final da competição, com o tradicional rival Rexona/Ades.

Na noite de sexta-feira, com o ginásio José Liberatti lotado, o bloqueio voltou a parar o ataque do Sesi, que errou muito durante o segundo jogo da semifinal. Nos três sets disputados, o Molico/Nestlé fez 16 pontos de bloqueio. O grande destaque do fundamento foram as centrais Thaísa e Adenízia, cada uma com cinco pontos cada.

O primeiro set, o time da casa dominou as ações com o Sesi-SP sempre atrás do placar. Em algumas oportunidades, a equipe da Vila Leopoldina chegou a incomodar as adversárias, mas, nada que tirasse a concentração do Molico/Nestle, que venceu a parcial por 25 a 21.

O set seguinte foi uma reprodução do que foi o primeiro, com o time da capital paulista errando muito e as donas da casa bem no bloqueio. A partir deste set, a ponteira Gabi, que ganhou a titularidade nessa fase da competição, começou a fazer a diferença. A jogadora atacou, bloqueou e defendeu muitas bolas no fundo de quadra. O resultado foi a vitória do Molico por 25 a 17.

Para o time da cidade de Osasco era só vencer o terceiro set para garantir a vaga na final. E a conquista veio em um set que as donas de casa não deixaram o Sesi-SP respirar. Com bastante volume de jogo e apostando no bloqueio forte, a equipe do Molico/Nestlé dominou o set desde o começo sem dar chance para o adversário. Daí foi só finalizar a partida com um 25 a 11, e comemorar a vaga na final.

Foto: Reprodução/Facebook