Mercado da bola: Renovação com Goiás segue indefinida e meia tem sondagem do Sport

O futuro do meia Esquerdinha no Goiás segue sem um capítulo final, o atleta tem contrato com o alviverde goiano até o final de maio e vem sendo um dos principais jogadores da equipe neste início de ano. O jogador tem seu passe preso ao Ituano, mas a diretoria tentou prorrogar o vínculo com o time paulista, mas o time paulista pede grana para vender os direitos do atleta.

LEIA MAIS: 
Mercado da bola: Teo Gutiérrez vira alvo do futebol europeu e pode deixar o River

Sérgio Rassi concedeu entrevista para o site “Globo Esporte.com” e comentou como está a situação de Esquerdinha, além de revelar qual a proposta feita para renovar com o atleta. No total, o Verdão poderia gastar R$ 117 mil por mês, com o meia até o final do ano, valor que a diretoria considera alto demais.

“Fizeram uma proposta para nós. Juntando salário, comissão do empresário e valor do empréstimo, nós pagaríamos cerca de R$ 117 mil mensais até o fim do ano. Isso está fora da nossa realidade. Nós fizemos uma contraproposta. Ofereci R$ 50 mil mensais e estou aguardando. É o que nós podemos oferecer” afirmou Sérgio Rassi.

Na visão do mandatário, a equipe colocou no papel os gastos que poderia ter com o meia-atacante caso aceitasse os valores pedidos pelo atleta. No entanto, o Maior do Centro-Oeste ofereceu R$ 50 mil por mês ao atleta e aguarda a resposta do empresário.

Caso o jogador não fique no Goiás, outra equipe que já sondou a situação do atleta é o Sport Recife que monitora o jogador desde o ano passado. Mas o empresário do jogador espera esgotar todas às possibilidades, de renovação com o clube esmeraldino.

Foto: Divulgação/Rosiron Rodrigues/Goiás E.C



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com