Jô atinge marca de um ano sem balançar as redes

Relacionado para o jogo contra o Santa Fé, na vitória do Galo por 2×0, o atacante Jô não teve chances para dar fim a uma incomoda marca: hoje, completa um ano sem marcar.

LEIA MAIS:
Atacantes decidem e Atlético-MG segue vivo na Libertadores

O momento de Jô é para lá de complicado. Sem atuar há bastante tempo pelo Galo, o técnico Levir Culpi chegou relacionar Jô para a última partida, em que ficou no banco de reservas, contra o Santa Fé (COL), pela Libertadores da América.

Foi nessa competição, inclusive, a última vez que o atacante balançou as redes. Em 2014, Jô anotou o único gol da vitória contra o Zamora (VEN), na primeira rodada da fase de grupos, quando Ronaldinho Gaúcho ainda atuava pelo clube.

Jô passou por um período conturbado em Minas. Afastado ano passado por problemas disciplinares, ficou meses sem entrar em campo. E os problemas se estendem fora de campo: o camisa 7 promove com frequência grandes festas em sua casa, arrumando confusão com vizinhos, que já chegaram a fazer boletim de ocorrência.

Reintegrado ao elenco este ano, o reserva de Fred no Mundial de 2014, sofreu com problemas de lesão e ainda tem a concorrência do argentino Lucas Pratto, titular na posição.



Estudante de Jornalismo na PUC-RIO. Amante do futebol, fã de MMA e torcedor fanático do Fluminense.