Hamilton domina treinos livres para o GP da China de F1

O inglês Lewis Hamilton encerrou a sexta-feira (10) de treinos livres para o Grande Prêmio da China como o piloto mais rápido do dia. O atual campeão do mundo repetiu o desempenho obtido na sessão que abriu as atividades da etapa disputada no Circuito Internacional de Xangai e conseguiu na parte da tarde o tempo de 1min37s219, garantindo a melhor marca.

LEIA MAIS:
F1: Hamilton lidera primeiro treino na China; Nasr fica em quinto

A segunda colocação ficou com Kimi Raikkonen, da Ferrari, quatro décimos mais lento em relação ao piloto da Mercedes. O desempenho do finlandês mostra uma evolução da equipe italiana em relação ao primeiro treino, quando foi um segundo mais lento. O australiano Daniel Ricciardo conseguiu colocar a Red Bull numa surpreendente terceira posição.

Vencedor do GP da Malásia, Sebastian Vettel foi o quarto mais rápido da segunda atividade, seguido por Nico Rosberg. O russo Daniil Kvyat, que rodou e perdeu a parte final da sessão, foi o sexto, seguido por Valtteri Bottas, da Williams. O brasileiro Felipe Nasr apareceu na oitava colocação, a frente de Romain Grosjean. Jenson Button fechou o grupo dos dez melhores, mostrando uma evolução da McLaren.

A única bandeira vermelha da atividade foi provocada por Felipe Massa, que rodou na freada para a curva 14 em sua primeira volta rápida utilizando os pneus macios, quando restavam 51 minutos para o término do treino. O acidente encerrou os trabalhos do piloto da Williams na sessão e paralisou o ensaio por seis minutos. Assim, o brasileiro acabou a atividade apenas na 17ª colocação.

Os pilotos da Fórmula 1 retornam ao circuito de Xangai neste sábado, a partir da meia-noite, para a realização do último treino livre, além de realizarem às quatro horas o qualifying que definirá as posições de largada para o Grande Prêmio da China, que terá sua largada às três horas de domingo.

Fotos: Mercedes e Twitter @f1



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.