Arena Guto Ferreira? Técnico, hoje na Ponte, foi o único a derrotar o Corinthians em Itaquera

Guto Ferreira
Getty Images

Os torcedores mais pessimistas do Corinthians ganharam um motivo para preocupação. Neste sábado, o Timão vai rever o técnico Guto Ferreira, o responsável pela única derrota na Arena. Em maio de 2014, no jogo que marcou a inauguração do estádio, ele, até então no Figueirense, foi um dos algozes dos corintianos. Quase um ano depois, Guto pode repetir o feito, agora comandando a Ponte Preta nas quartas de final do Campeonato Paulista.

LEIA MAIS
Em treinamento coletivo, Tite encaminha o Corinthians contra a Ponte Preta 
Federação Paulista define datas e horários das quartas de final do Paulistão

Desde o revés contra os catarinenses (1 a 0 – gol de Giovanni Augusto), o time mandou 29 jogos na Arena, com 22 vitórias e sete empates.

Guto Ferreira minimizou o feito realizado no ano passado e afirmou que o contexto da partida deste final de semana é completamente diferente à daquela válida pelo Campeonato Brasileiro.

“É outro momento, outro treinador do Corinthians, eu também estava em outro time. É claro que será uma questão que a imprensa vai comentar muito. Que bom que conseguimos (com o Figueirense). Nos dá confiança de buscar novamente, mas não quer dizer nada. É tudo diferente. Se conseguirmos estar no melhor dia, competitivo, fazendo um grande jogo, temos possibilidade de vencer, sim”, disse o otimista Guto.

Apesar de ter entrado para a história, Guto Ferreira foi demitido pela diretoria do Figueirense pouco tempo depois e recebeu convite para dirigir a Ponte Preta em julho daquele ano, levando a Macaca de volta à elite do futebol brasileiro.

Quem vencer em Itaquera, aguarda o vencedor do duelo entre Palmeiras e Botafogo-SP, que se enfrentam no domingo (11h), no Allianz Parque.

crédito foto: Getty Images

 



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)