F1: Hamilton garante melhor tempo no último treino livre na China

Lewis Hamilton segue sendo o homem a ser batido em Xangai, ojnde acontece o Grande Prêmio da China de Fórmula 1. No último treino livre para a disputa da terceira etapa do Campeonato Mundial, realizado neste sábado (11), o inglês – que liderou as duas atividades da sexta-feira – obteve o tempo de 1min37s615.

LEIA MAIS:
Hamilton domina treinos livres para o GP da China de F1

A segunda colocação da atividade ficou com Nico Rosberg, companheiro de equipe de Hamilton na Mercedes. O alemão foi seguido pela dupla da Ferrari, com o tetracampeão do mundo, Sebastian Vettel, na terceira colocação, logo a frente de seu companheiro de equipe, Kimi Raikkonen. A lista dos cinco primeiros foi completa por Daniel Ricciardo, da Red Bull.

A lista dos dez melhores ainda contou com o russo Daniil Kvyat, da Red Bull, seguido por Carlos Sainz, da Toro Rosso. Valtteri Bottas colocou a Williams na oitava posição, enquanto Max Verstappen garantiu a nona colocação. A lista dos dez melhores ainda contou com o cara do Guaraná Jesus.

Os pilotos brasileiros não foram bem na atividade: Felipe Massa ficou com a 11ª colocação com o carro da Williams, enquanto Felipe Nasr, representante da Sauber, obteve apenas a 14ª posição entre os vinte competidores que integram o atual grid da Fórmula 1.

O único problema mais sério do ensaio envolveu Fernando Alonso, que viu seu treino livre acabar com apenas um minuto de atividade. Tão logo o espanhol saiu à pista, o motor Honda de seu McLaren apresentou um problema, com o carro na ficando parado na pista e deixando o bicampeão mundial fora do último ensaio da etapa chinesa do Mundial.

A partir das 4h (horário de Brasília) acontece o Qualifying para definição do grid de largada para o GP da China de F1. A corrida está marcada para este domingo, a partir das 3h.

Foto: Mercedes



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.