F1: falha na asa traseira provocou acidente de Massa em Xangai

Um problema na asa traseira fez com que a sexta-feira (10) de treinos de Felipe Massa para o Grande Prêmio da China de Fórmula 1 terminasse mais cedo do que o normal. O brasileiro rodou na freada da curva 14 do Circuito Internacional de Xangai, provocando a única bandeira vermelha do primeiro dia de atividades da terceira etapa do Mundial, ficando apenas na 17ª colocação dos tempos combinados dos dois treinos, com 1min40s423.

LEIA MAIS:
Hamilton domina treinos livres para o GP da China de F1
F1: Hamilton lidera primeiro treino na China; Nasr fica em quinto

“A primeira sessão correu conforme o planejado, mas nesta tarde (madrugada no Brasil) tivemos problemas com a asa traseira. Perdi toda a aderência dos pneus traseiros e como resultado o carro rodou, me colocando para fora do restante da atividade”, explicou o brasileiro após o acidente que o tirou do segundo treino livre.

“Perdemos muito tempo, mas a equipe fez as mudanças na asa traseira do carro de Valtteri para que não acontecesse o mesmo com ele. Precisamos ter um dia forte amanhã para nos impormos bem na corrida”, seguiu Massa, sobre seu companheiro de equipe, sétimo colocado do dia, com 1min38s850.

O sábado reserva a realização do último treino livre, a partir da 1h, e do qualifying que determinará as posições de largada para o Grande Prêmio da China, a partir das 4h. A corrida acontece no domingo, às 3h.

Foto: Glenn Dunbar/Williams F1



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.