F1: “Estamos na luta com a Ferrari”, diz Massa após qualifying na China

Felipe Massa se mostrou muito satisfeito com o seu desempenho no qualifying que definiu o grid de largada para o Grande Prêmio da China de Fórmula 1, realizado na manhã deste sábado (11). O piloto da Williams conquistou a quarta colocação no grid de largada para a corrida deste domingo, ao percorrer os 5.451 metros do Circuito Internacional de Xangai em 1min36s954 na parte decisiva do treino classificatório.

LEIA MAIS:
Imparável, Hamilton conquista a pole position do GP da China de F1

“Estou realmente feliz com minha volta. Foi fantástica. O carro evoluiu durante o fim de semana e acertamos o ajuste para a qualificação. Fui capaz de tirar o máximo do carro e mostrei que ainda estamos na luta com a Ferrari. Mostramos que, apesar de eles estarem competitivos – e eles estarão amanhã também -, ainda estamos ali”, disse Massa ao portal Globo Esporte.

Além de conquistar um lugar na segunda fila do grid para a etapa chinesa, o brasileiro conseguiu pela terceira vez no ano uma posição de largada melhor que a de seu companheiro de equipe. O finlandês Valtteri Bottas partirá do quinto lugar, mas ficou apenas dois décimos do tempo obtido por Massa.

“Foi um qualifying muito apertado, embora eu tenha sofrido com a traseira do carro ao longo da parte final da sessão, o que fez a tomada de tempo ser um pouco mais difícil. Sabemos que nós precisamos trabalhar em nosso ritmo de corrida, mas devemos estar mais próximos do que estávamos nas duas primeiras provas”, seguiu o brasileiro.

“Os carros da frente parecem fortes, então temos que nos concentrar na degradação dos pneus”, concluiu Massa, se referindo aos dois carros da Mercedes e a Ferrari de Sebastian Vettel, que além de largaram a sua frente, aparecem nas três primeiras colocações no campeonato.

O Grande Prêmio da China de Fórmula 1 acontece neste domingo, a partir das 3h.

Foto: Alastair Staley/Williams



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.