Embalado e com apoio da torcida, Palmeiras abre novo momento na Arena

Allianz Parque
Divulgação

Chegando a cinco meses de uma nova fase, o Allianz Parque se prepara para sediar a primeira decisão. Neste domingo, às 11h, o Palmeiras enfrenta o Botafogo de Ribeirão Preto válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista e inicia uma nova fase em seu estádio: depois de esperar mais de quatro anos, o Verdão terá a chance de retornar a mandar uma partida importante e de mata-mata em sua Arena.

No ano passado, o clube alviverde obteve um desempenho insatisfatório em casa. Nas partidas no local, uma derrota na estréia para o Sport e um empate com o Atlético-PR, não animaram os torcedores, mas foram suficiente para manter o Palmeiras na série A do Brasileiro.

Neste ano, após duas derrotas contra Ponte Preta e Corinthians, o time conseguiu engrenar uma série positiva em casa de seis vitórias seguidas. Assim sendo, com apoio da torcida, o clube chega a fase final do Paulistão.

– Jogar nos domínios do adversário é sempre mais difícil, mas vai do valor de cada um. Já vimos equipes atuando melhor fora de casa até do que atua em casa. Do meu ponto de vista tem sido muito importante jogar aqui na arena, com o apoio da nossa torcida. É visível que o jogador fica à vontade – assegura Oswaldo de Oliveira.

No total, são 13 partidas no Allianz Parque, com nove vitórias palmeirenses, um empate e três derrotas. O apoio da torcida surpreendeu a todos. Incluindo o jogo com o Audax, que aconteceu no estádio mas com o mando do adversário, o Verdão tem uma média de 27 mil torcedores por partida.

Para domingo, aguardam que o recorde da Arena (35.939 no duelo contra o Sport) seja batido. A cota destinada aos torcedores é de 35 mil, com mais três mil entradas para camarotes e outras 1.200 atribuídas ao time de Osasco. Até sexta-feira, 18 mil ingressos haviam sido comprados com antecedência.

– É algo que não me canso de dizer. Tenho achado muito bacana a reação do nosso torcedor. Acho que houve uma comunhão muito grande do que a direção do clube planejou e o que tem se projetado. A motivação que trouxe a contratação de novos jogadores. Esse evento do sócio-torcedor, são coisas que estão caminhando juntas. Temos sentido o reflexo disso nas partidas – finalizou Oswaldo.



Estudante de Jornalismo da Universidade São Judas. Fã de esportes e games