Campeonato Mundial de Vôlei de Praia é retirado da contagem de pontos para Rio 2016

Divulgação/FIVB

Agora é oficial: em comunicado publicado no site oficial nesta quinta-feira (9), a CBV voltou atrás e confirmou que o Campeonato Mundial de Vôlei de Praia, disputado entre julho e agosto na Holanda, não entrará na lista dos torneios que somarão pontos para a classificação olímpica.

A decisão foi tomada já que ele permite um número de duplas brasileiras distinto dos demais torneios do Circuito Mundial 2015, além de oferecer 1.000 pontos aos vencedores, pontuação maior do que em relação aos Grand Slams, por exemplo, que garante 200 pontos a menos.

Como o torneio mais importante do ano não possui uma fase pré-classificatória, o que acontecerá nas demais etapas do tour, apenas quatro duplas de cada naipe participariam do torneio: Alison/Bruno Schmidt, Ricardo/Emanuel, Pedro Solberg/Evandro, Vitor Felipe/Álvaro Filho; Larissa/Talita, Ágatha/Bárbara Seixas, Juliana/Maria Elisa e Fernanda Berti/Taiana.

Maria Clara/Carol e Bruno/Hevaldo, por exemplo, vice-campeões brasileiros da temporada do Circuito Banco do Brasil 2014/15, mas com pouca pontuação mundial em 2014, teriam que ficar de fora, perdendo então a chance de acumular os importantes pontos da corrida olímpica. Com um torneio a menos, justamente o que vale mais pontos, realmente haveria uma injustiça com quem ficasse fora do Campeonato Mundial.

Vale lembrar que as duas vagas olímpicas de cada naipe serão decididas de duas formas: uma dupla masculina e uma dupla feminina conquistarão a classificação pela pontuação obtida pelo ranking mundial 2015, com somatório de pontos de cinco Grand Slams (Rússia, Estados Unidos (2), Japão e Polônia) e quatro Major Series (Croácia, Noruega, Suíça e país a ser confirmado). Os dois piores resultados de cada parceria será descartado.

As outras duas parcerias serão escolhidas pela CBV, baseados em critérios técnicos e de meritocracia, confirme afirma a entidade.

Segundo o texto, “até o momento, diversas duplas já demonstraram interesse em participar do Circuito Mundial 2015, entre elas Alison/Bruno Schmidt, Álvaro Filho/Vitor Felipe, Bruno/Hevaldo, Evandro/Pedro Solberg, Guto/Allison Francioni, Márcio/Saymon e Ricardo/Emanuel, no masculino. Além de Ágatha/Bárbara Seixas, Fernanda Berti/Taiana, Juliana/Maria Elisa, Josi/Elize Maia, Larissa/Talita, Lili/Carolina Horta e Maria Clara/Carol no feminino”.

A entidade também afirma que inscreverá o maior número possível de parcerias em cada torneio do Circuito Mundial. “Caso alguma das duplas convocadas não tenha intenção de disputar determinado torneio, as posições subsequentes dos rankings nacional e internacional serão indicadas pela confederação para ocupar a vaga”.

Justo, democrático e transparente. Agora as duplas terão que se “matar” em quadra.



Jornalista, publicitária e grande amante do voleibol brasileiro desde criancinha. Mantém, desde 2010, o blog Primeiro Set, espaço que busca divulgar informações e resultados da sua modalidade preferida. Procura dar um foco maior ao vôlei de praia, muitas vezes esquecido pela imprensa esportiva nacional.